Publicado em 12 de abril de 2017 às 14:30

A vereadora Tieza Marques de Oliveira foi convidada pelo prefeito Dilador Borges e aceitou ser a nova secretária de Cultura de Araçatuba. O cargo está vago desde o dia 14 de fevereiro depois da saída da ex-secretária Marly Garcia. Tieza afirma ter ficado feliz com o convite, mas que ainda precisa ajustar as documentações de transição de seu cargo na Câmara para a Prefeitura.

A futura secretária afirma que esteve acompanhando o Plano Municipal de Políticas Culturais do Município desde sua elaboração e que planeja dar continuidade às ações a ele. “São medidas a curto, médio e longo prazo que como secretária vou dar prioridade inicialmente. Depois, é importante inovar aos poucos”, disse.

Ela afirmou que participará da sessão da Câmara nesta quarta-feira (01) e deve iniciar as atividades na Secretaria de Cultura na próxima semana. O prefeito Dilador Borges, que insistiu com Tieza para que ela aceitasse ao cargo, declarou que ficou feliz. “Tenho certeza de que a Tieza, com seu conhecimento e sua energia, vai contribuir em muito com a Cultura e com nossa administração”, afirmou ele.

A vaga de Tieza na Câmara passará a ser ocupada pelo suplente Marcio Saito, que atualmente ocupa o cargo de assessor executivo na Secretaria de Educação.

BIOGRAFIA

Tieza nasceu em Araçatuba em 03 de outubro de 1956. É assistente social, jornalista e radialista. Aposentou-se em 2009 como assistente social do Governo do Estado, após 33 anos de trabalho no setor público. Como funcionária pública estadual, participou do processo de instalação e composição de vários Conselhos Municipais e da criação de entidades e projetos, como o Grupo Amigos da Terceira Idade e o Sítio Escola.

É autora do hino oficial da AEA (Associação Esportiva Araçatuba) e do livro “Mariana Bagunça e o Anjo Gabriel”. Chegou à Câmara Municipal de Araçatuba em 2009, para o exercício do seu primeiro mandato parlamentar. No biênio 2015-2016, foi a 1ª secretária da Mesa Diretora. Na última eleição, foi reeleita com 2.555 votos para o seu terceiro mandato parlamentar consecutivo.