Publicado em 08 de outubro de 2018 às 09:59

Ruas do bairro Concórdia, que eram motivo de constantes reclamações da população por seu estado de degradação do asfalto, estão recebendo obras de recape.

Nesta semana o prefeito de Araçatuba, Dilador Borges, visitou o trabalho das equipes da empresa Auge Engenharia e Construções Ltda, vencedora da licitação e responsável por obras de pavimentação e recuperação de vias em diversas localidades do município, em momento que executava recape na avenida Antonio Cavasana.

Segundo Tadeu Consoni, secretário municipal de Planejamento Urbano e Habitação (SMPUH), a obra na avenida alcançará a rua Abrahão Vinhas e faz parte de programação de recape atendida por verba proveniente do Ministério das Cidades, de emenda parlamentar do deputado federal Fausto Pinato. Além da Antonio Cavasana, também já receberam recape trechos da rua Oscar Motta e da rua Sargento Aparecido de Oliveira Soares.

Números parciais da SMPUH informam já executados 11.334,73 m², ao valor de R$271.024,29, dos totais R$ 832.052,52 do contrato, a atender também totais 33.896,35 m² de vias. Nesta programação ainda estão inclusos trechos a receber recape das ruas Vereador Sergio Rosario Rodrigues, Sargento P.M. Valentim C. Campos, Waldemar Osório Gabas e Airton José Felipini. A contrapartida municipal é de R$ 8.320,52.

Consoni esclarece que obras em trechos de uma mesma via realizadas em diferentes períodos ocorrem por questões legais, que limitam o uso das verbas recebidas às suas destinações originais. “Havia questionamento, no início, de por que só metade da Abrahão Vinhas havia sido feita. é que a continuação desse recapeamento era da emenda de um deputado, mas a emenda não saiu, então parou na metade, mas nos vamos aditar essa outra metade e vamos concluir. A Abrahão Vinhas vai ser recapeada”, garante o secretário.

Novos rumos com mesma qualidade

Consoni adianta que o restante do bairro Concórdia e outros locais de Araçatuba serão atendidos, ininterruptamente, com procedimentos de reperfilamento, que justifica ter a metade do preço do recapeamento. “Com essa economia, será possível fazermos obras de pavimentação em outros locais. No ano que vem, o prefeito quer destinar emendas de deputados para pavimentação. Acudimos grande parte de ruas que estavam bem degradadas, como no Concórdia, mas infelizmente não tivemos emendas para fazer o bairro todo. Sabemos que há moradores que reclamam, e com razão, mas infelizmente não foram recebidas verbas suficientes. No ano que vem continuaremos a fazer o reperfilamento, em diversos bairros, vendo a necessidade prioritariamente, o que significa atender locais em que mais passam veículos diariamente.

O secretário ainda explica que o procedimento de reperfilamento tem menor custo que o de recapeamento, dado que requer menos massa asfáltica, porém sem perder a qualidade do serviço. “Uma via recuperada com reperfilamento tem garantida a mesma durabilidade se for feita uma boa base de solo, com pavimentação já existente. Assim, são necessários poucos centímetros de espessura média e, com massa de qualidade, o revestimento fica protegido da ação desagregadora da água, que faz aparecer os buracos”.