Publicado em 12 de abril de 2017 às 14:16

Na noite da última terça-feira (22), integrantes da Secretaria Municipal de Participação Cidadã de Araçatuba representaram o município, em Bauru, em uma reunião que serviu para a criação de um fórum regional permanente para tratar sobre liberdade religiosa. O encontro foi realizado na sede da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) daquela cidade. O objetivo dos líderes é o de unir, permanentemente, todas as vertentes das religiões afro-brasileiras para que elas realizem, em conjunto, ações que divulguem as manifestações de fé matriz africana para que, desta forma, combatam a intolerância religiosa.

O presidente da Comissão do Negro e de Assuntos Antidiscriminatório da OAB Bauru, Antônio Carlos da Silva Barros, explica que este tipo de ação regional é importante para fortalecer as lideranças municipais. Ele defende que todos se juntem e busquem, ainda, apoio dos governos e das entidades de classe e clubes de serviço para que a informação sobre as religiões seja a melhor forma de se combater a discriminação que ele julga ainda forte na sociedade contra as religiões afro.

“Por conta dessa percepção ainda estreita sobre religião e identidade, os movimentos sociais negros ainda têm incluído sistematicamente, em suas agendas, a reivindicação por políticas públicas de proteção e promoção das chamadas religiões afros. Estas ações estão ligadas à própria melhoria das condições de vida da população negra, pois elas promovem a igualdade racial e a igualdade de oportunidade”, ressaltou Barros.

Araçatuba foi representada pelo diretor de Afirmação de Direitos, Carlos Roberto Guimarães Valencio; pelo diretor de Políticas Públicas, Joaquim Fernando Ramos; pelo chefe de gabinete, Celso Pereira dos Santos; pelo coordenador do Fórum Regional de Liberdade Religioso dos Povos de Matriz Africana de Araçatuba e Região, pai Sivaldo de Jesus.

Eles tiveram participação ativa na reunião, defendendo as ações do fórum e destacando que a cidadania da comunidade negra precisa ser ressaltada em ações efetivas, como esta da criação do Fórum.