Publicado em 19 de julho de 2018 às 18:39

O anúncio da liberação de financiamento de R$100 milhões do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) para obras da Samar – Soluções Ambientais de Araçatuba  no município foi feito, nesta quinta-feira (19) pelo prefeito de Araçatuba, Dilador Borges, e o presidente da Samar e do Grupo GS Inima Brasil, Paulo Roberto de Oliveira.

O anúncio reuniu vereadores, secretários municipais e imprensa local e regional para entrevista coletiva no gabinete do prefeito de Araçatuba. Embora o financiamento tenha sido liberado agora, o Grupo GS Inima Brasil destaca que muitas obras que serão beneficiadas já estão em andamento, porque investiu recursos próprios para realizá-las.

Dilador expressou-se em tom de agradecimento aos representantes do grupo gestor parceiro da Samar. “Desde que nos reunimos pela primeira vez tive o sentimento de confiança nesta parceria e hoje, com mais essa notícia e descrições das obras em andamento, podemos confirmar a credibilidade deste trabalho e a percepção que o município e a população passam a receber mais e melhores serviços, infraestrutura e qualidade de vida”

 

Reversão da Bacia da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Maria Izabel

Essa obra, orçada em R$34 milhões, teve sua primeira etapa concluída em 2 de março de 2018, quando a Samar inaugurou a nova Estação Elevatória de Esgoto (EEE) Santa Izabel, localizada na Estrada Municipal ART 080, quilômetro 27. A nova estação começou a ser construída em fevereiro de 2017 e os investimentos somaram R$5 milhões. A unidade é responsável pelo bombeamento de esgoto de 44 bairros das zonas norte e oeste de Araçatuba, onde vivem cerca de 60 mil habitantes. Nesta área estão cinco parques industriais de Araçatuba. Juntamente com a construção da nova elevatória, a empresa também instalou 10 quilômetros de novos emissários ligando a elevatória à ETE Baguaçu, com linha de recalque e gravidade. Com a reversão, cerca de 15% do esgoto da cidade, que hoje é destinado às lagoas de tratamento da ETE Maria Isabel, serão encaminhados para a ETE Baguaçu, que está em condições de tratar todo o esgoto em eficiência plena. As lagoas da ETE Maria Isabel serão posteriormente desativadas e recuperadas.

Demais obras da Reversão de Esgoto:

Além da nova EEE Santa Izabel, as obras de reversão incluem também a construção da nova Estação Elevatória de Esgoto (EEE) Maria Isabel, situada próxima às lagoas de tratamento do mesmo nome. A nova estação já está pronta e em fase de testes.

Também já está pronta a EEE Vilella, situada na rua Arnor Costa, no bairro Vilella. A antiga estação, que era alvo de constantes reclamações da população por causa do mau cheiro, foi totalmente demolida, tendo sido construído um novo prédio para bombeamento do esgoto. Outra estação elevatória que está sendo totalmente reformulada é a EEE Água Branca.

A obra de reversão também contempla todo o sistema de esgoto do bairro Engenheiro Taveira, hoje isolado, que será integrado às redes de Araçatuba e tratado na ETE Baguaçu.

 Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Baguaçu

As obras de reversão incluem ainda a recuperação de emissários (R$8,3 milhões) e a modernização da ETE Baguaçu, localizada no bairro Cafezópolis (R$16 milhões).
A ETE Baguaçu, que passará a receber e tratar todo o esgoto de Araçatuba, está recebendo melhorias como desassoreamento, recuperação de taludes e reformas de todos os tanques de aeração, automatização do sistema e ampliação da área de tratamento preliminar do esgoto que chega à estação  (desarenador) com instalação de novos equipamentos. Foi implantado um sistema de descarga do lodo e adquiridos novos equipamentos moto-redutores para os tanques de aeração.

Setorização do abastecimento de água

Uma das grandes obras de abastecimento de água já em andamento é a setorização da distribuição de água tratada. Os investimentos previstos são de R$20 milhões para a construção de 40 quilômetros de novas redes de água e instalação de registros de manobra. Ao final da obra, em 2020, a cidade terá 42 micro-setores de abastecimento, o que vai permitir uma gestão mais eficiente da distribuição de água tratada e redução de perdas.

As obras começaram em 10 de abril deste ano na área do reservatório do bairro Jussara, que é formada por 14 bairros. Já foram construídos 6 km de novas redes de água. Atualmente, as obras de setorização estão na região do reservatório do bairro Ipanema.

Nova Estação de Tratamento de Água

Outra grande obra prevista é a construção da Estação de Tratamento de Água (ETA) 4, na área da sede da Samar, na avenida Baguaçu. O investimento previsto é de R$ 24 milhões. Também estão previstos investimentos de R$ 3,8 milhões na melhoria e modernização do sistema existente.

Água do Rio Tietê em Engenheiro Taveira

A SAMAR já está concluída a obra q que vai integrar o bairro rural Engenheiro Taveira à rede de abastecimento de água de Araçatuba. O bairro, antes isolado e abastecido por dois poços profundos, passará a receber a água do rio Tietê. Para isso, estão sendo construídos mais de seis mil metros de rede adutora de água, com tubulações de 300 milímetros de diâmetro, que vai levar a água da ETA-Tietê, no bairro Ipanema, para Engenheiro Taveira. O investimento é de R$1,5 milhão, para uma população atendida inicial de 3 mil pessoas e com previsão de 10 mil para os próximos anos.