Publicado em 04 de março de 2020 às 17:43

Com início nesta quarta-feira (4), vinte produtores rurais do bairro Água Limpa, em Araçatuba, participam um Programa de Olericultura Orgânica. Ministrado pelo Senar (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural) e pelo Siran (Sindicato Rural da Alta Noroeste), o programa é apoiado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Agroindustrial (SMDA) da Prefeitura de Araçatuba.

O instrutor do Senar, Marcelo Sambiase, está na condução dos cursos, que tem duração de oito meses e é dividido em módulos. O programa é de formação profissional na área de horticultura orgânica, em que os produtores vão conhecer os conceitos da agricultura orgânica, as práticas, os insumos e as técnicas de como cultivar sua lavoura no sistema orgânico.

As instruções iniciais são voltadas ao conhecimento do solo e de suas condições. “Começamos da base, que é reconhecendo o solo como um organismo vivo que pode estar saudável ou adoecido. No sistema orgânico não focamos nas pragas, mas sim na saúde da terra a ser trabalhada”, explica Sambiase.

Na sequência, serão explanados temas como compostagem, produção de mudas, plantio, tratos culturais, controle de pragas e doenças com métodos de proteção ambiental, colheita e beneficiamento, custo de produção e comercialização.

As aulas acontecem na propriedade de Kenji Sakuma e de sua filha, Cristiane Sakuma, no bairro Água Limpa. Eles são referência, há anos no cultivo de bananas e atualmente são considerados “propriedade modelo” para outros produtores. Também participam do programa dois funcionários do setor de Horticultura da SMDA que, além de serem responsáveis pelo hortas comunitárias  vão adquirir técnicas para dar suporte a outros produtores.

Cristiane conta que se sente honrada em abrir as portas da casa da família aos outros alunos. “Eu e meu pai procuramos cultivar nossos produtos da forma mais natural possível. No entanto, percebo que preciso aprender muito sobre a produção de orgânicos. É um grande presente receber, em nossa casa, pessoas que nos ajudam a aprimorar nossos conhecimentos, aprender novas técnicas e acompanhar o mercado”.

O coordenador do Senar em Araçatuba, Carlos Eduardo Beluzzo, deu as boas-vindas aos alunos no primeiro dia de curso e destacou as principais vantagens da produção de alimentos orgânicos. “O Siran e o Senar têm o objetivo comum de fazer a capacitação da mão de obra dos produtores rurais. Alimentos orgânicos hoje em dia estão em alta e o curso busca preparar os produtores para esse mercado, possibilitando a diversificação de produtos e ampliando a comercialização.

Arnaldo Vieira Filho, assessor executivo da SMDA, colocou a secretaria à disposição para, após a conclusão do curso, auxiliar no procedimento de certificação dos produtos orgânicos. “A prefeitura, junto ao Senar e Siran, busca fortalecer a produtividade na área rural. Sabemos de toda a experiência que cada um de vocês têm em relação à terra e à produção e, por isso, oferecemos esses cursos para aprimorar e ampliar seus conhecimentos”, finalizou.