Publicado em 12 de maio de 2021 às 12:57

A Prefeitura de Araçatuba recebeu, nesta quarta-feira (12) proprietários de espaços esportivos particulares do município. Eles solicitaram flexibilização para que suas atividades possam retomar seu funcionamento.

A reunião ocorreu no Salão Azul da prefeitura, com participação do prefeito Dilador Borges, do secretário de Esportes, Lazer e Recreação, Sergio Tumelero, e do secretário de Assuntos Jurídicos, Fábio Leite Franco. Eles ponderam que o governo municipal deve seguir as diretrizes atuais do Plano São Paulo, estabelecidas pelo Governo do Estado de São Paulo, que no momento não permite a realização de atividades físicas e de lazer coletivas.

Um dos representantes do ramo esportivo alegou que a categoria esportiva é uma das mais afetadas financeiramente com a pandemia. “Estamos há, praticamente, um ano e meio sem funcionar. Eu tenho escolinha de futebol em local aberto e, seguindo os protocolos sanitários, acredito que não oferece risco de contágio durante as aulas”.
Sergio Tumelero, secretário de Esportes, Lazer e Recreação, explicou que as regras para funcionamento dessas atividades dependem de aprovação do Centro de Contingência do Estado. “Qualquer atividade física que o Centro de Contingência classifique como coletiva, não poderá ser praticada”.

O prefeito Dilador Borges disse que compreende e reconhece a dificuldade dos proprietários de espaços esportivos e explicou a todos as consequências a que a prefeitura está sujeita caso flexibilize alguma medida que vai contra o que está estabelecido no Plano São Paulo. “Somos cumpridores da lei. A prefeitura não tem nenhum poder de flexibilizar as regras, apenas de endurecer as medidas já existentes. Faço parte do conselho municipalista estadual, que é composto por 17 prefeitos de cidades sede de região. Nesse grupo sempre estamos em diálogo com o Governo Estadual expondo nossas dificuldades e expondo a realidade de nossas cidades, mas não temos o poder de passar por cima da lei e autorizar algo que não está no nosso alcance.”, explicou o prefeito.