Publicado em 05 de maio de 2021 às 18:06

Após o incêndio criminoso que aconteceu na COOPERARAÇÁ – Cooperativa de Coleta Seletiva, Beneficiamento e Transformação de Materiais Recicláveis de Araçatuba, dentro do CTR – Centro de Tratamento de Resíduos da Prefeitura de Araçatuba, ao lado do Aterro Sanitário Municipal, a cooperativa ficou sem os equipamentos para sua operacionalização, ficando os membros também desprovidos de condições para permanência no local.

A Prefeitura de Araçatuba, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade, iniciou o movimento para melhorar a situação da cooperativa.

Na tarde de quarta-feira (5), foram implantados dois contêineres de convivência no local, providos de isolamento, eletricidade, próprios para montagem de escritório, guarda de materiais com segurança e permanência de pessoas.

Segundo o secretário da pasta, Lucas Proto, serão implantadas duas câmeras de segurança no local, que serão monitoradas pela Guarda Civil Municipal, as quais já estão sendo cotadas para aquisição.

“Estamos à procura de entidades que nos ajudem a financiar o conserto das prensas e das esteiras, para poderem voltar a operar normalmente. Também já estão sendo cotadas as instalações de alambrado e alarme com sensor de movimento, que ativarão iluminação e alerta sonoro, para coibir e melhorar a identificação de autores de vandalismo, incêndio e crimes ambientais”, adiantou Proto.