Publicado em 29 de junho de 2018 às 18:39

A Prefeitura de Araçatuba realizou, na manhã de sexta-feira (29), a cerimônia de inauguração da travessia renovada da estrada municipal ART- 040 Vincenzo Manarelli, sobre galerias celulares, ou aduelas, no afluente do córrego Água Limpa.

Foi descerrada placa de inauguração e houve discursos e esclarecimentos por parte do Prefeito Dilador Borges, da vice-prefeita Edna Flor, do secretário municipal de Planejamento Urbano e Habitação e de Mobilidade Urbana, Tadeu Consoni, além dos vereadores Marcio Saito, Jaime José da Silva, Almir Fernandes Lima e o presidente Rivael Papinha. A cerimônia foi presenciada por moradores e produtores rurais da região beneficiada, equipes de servidores que trabalharam nas obras e das secretarias envolvidas.

O prefeito Dilador Borges valorizou o trabalho conjunto das equipes da prefeitura e da construtora. “Hoje celebramos recordes. O deslizamento foi em janeiro, logo fizemos as análises, os projetos, a licitação e agora está entregue de novo aos moradores e produtores da Água limpa e do entorno, ao transporte dos nossos alimentos, dos nossos alunos, das ambulâncias e da qualidade de vida digna que todos os cidadãos merecem”.

A “ponte da Água Limpa” teve sua estrutura comprometida após fortes chuvas em janeiro deste ano. A administração municipal destaca como tempo recorde o período entre o acidente, a realização do processo licitatório, a emissão de ordem de serviço e a conclusão da obra pela empresa.

“Foi contratada, por meio de licitação, a empresa Copel Construções, Indústria e Comércio Ltda, que tinha prazo de 120 dias a partir da ordem de serviço, emitida em 23 de abril de 2018, e já estamos entregando hoje, 29 de junho, tudo em apenas dois meses”, descreve Tadeu Consoni.

Segundo o secretário, a ponte foi recuperada exclusivamente com recursos municipais. O valor orçado pelo município e anunciado em edital era de R$ 289.060,57 (duzentos e oitenta e nove mil, sessenta reais e cinqüenta e sete centavos), mas teve proposta apresentada pela empresa vencedora no valor de R$ 288.082,45 (duzentos e oitenta e oito mil, oitenta e dois reais e quarenta e cinco centavos).

A obra de recuperação substituiu as anteriores três galerias de 3 m² (1,5m por 2m) cada, que somavam 9 m², por uma galeria única de aduelas de 16 m² (4m por 4m), aumentando a vazão do córrego. “De nove para 16 (m²), a área de seção foi aumentada em quase 80%. Passa até uma vaca deitada”, ilustra o secretário.

Constantino Vourlis, secretário municipal de Obras e Serviços Públicos (SMOSP), celebra a rapidez da obra e destaca a gestão consciente dos resíduos do processo de substituição. “Diferente do que muitos esperavam, fizemos tudo em tempo recorde e o término foi antes do previsto em contrato. As galerias anteriores não foram desperdiçadas, mas sim recolhidas ao pátio da SMOSP, para serem reaproveitadas, caso haja necessidade de reposição de outras de igual porte, já que temos inúmeras passagens semelhantes a esta para estradas rurais.