Publicado em 29 de junho de 2021 às 16:21

A Prefeitura de Araçatuba está desenvolvendo, junto com ambientalistas ligados a ONGs (Organizações Não-Governamentais), um projeto para destinar periodicamente o máximo de animais em tratamento permanente no Centro de Tratamento de Animais da Fauna Silvestre do Município, instaurado no espaço do zoológico municipal Dr. Flavio Leite Ribeiro. Eles deverão ser destinados para santuários licenciados ou para centros de reabilitações licenciados adequados para os animais nativos de nossa região.

O trabalho está sendo moderado pela vice-prefeita Edna Flor e pelo secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Lucas Savério Proto. Atualmente, o centro possui 292 animais da fauna silvestre impossibilitados de retornar ao ecossistema, de 20 espécies diferentes que ocorrem no Cerrado, Cerradão e Mata Atlântica Estacional Semidecidual.

Nesta terça-feira (29), Proto afirmou que este é um movimento muito esperado por conta das prováveis melhorias de qualidade de vida e do bem estar dos animais que forem possíveis destinar.

“Este manejo vai possibilitar uma vida melhor aos animais, pois alguns poderão viver em locais maiores e em contato com outros animais, ou serem reabilitados intensamente por profissionais específicos, possibilitando até a recuperação de alguns animais que, possivelmente no futuro serão reintegrados adequadamente ao ecossistema”, comentou o secretário.

Proto explica que hoje o zoológico não existe mais, tendo ficado apenas o nome mesmo. Ele destaca que não se tem mais animais exóticos que eram, em sua maioria, abandonados pelos circos.

“Eles (os circos) não podem mais ter animais e a maioria dos zoológicos deixarão de existir. Hoje, temos apenas os animais nativos que sofreram em queimadas, foram atropelamentos ou sofreram maus tratos”, explica ele.

A vice-prefeita Edna Flor conta que a primeira reunião do grupo de estudos aconteceu na última sexta- feira, no Paço Municipal. As organizações estão sendo representados de Simone Segura e Fernando dos Santos Corrêa, representando e a pedido da vereadora Cristina Munhoz.

No sábado, eles foram visitar as instalações do Centro de Tratamento. Agora, está sendo feito o planejamento das futuras ações.