Publicado em 19 de abril de 2021 às 10:29

Uma parceria entre empresários e a Prefeitura de Araçatuba pretende ampliar a população atendida pela vacinação contra a covid-19. Enquanto as campanhas oficiais estão atendendo às pessoas idosas e outros cidadãos de grupos prioritários, a parceria pretende investir R$ 13 milhões para a compra de 220 mil doses para imunizar 110 mil araçatubenses com idade entre 20 a 59 anos. Até o momento, a iniciativa já conta com R$ 7,6 milhões em doações, sendo R$ 5 milhões da Prefeitura e o restante da iniciativa privada.

A ideia é fazer uma compra direta da Sputnik V, que está em processo de liberação pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e precisa ser aplicada em duas doses. Uma carta de intenções de compra já foi enviada ao governo russo e toda documentação para a importação está sendo providenciada pela Prefeitura. Araçatuba trabalha também com a possibilidade de compra por meio do consórcio de municípios organizado pela FNP (Federação Nacional de Prefeitos), que conta com mais de 2 mil municípios.

De acordo com a norma do Ministério da Saúde, quando a compra é feita pelo município, ela fica responsável pela aplicação. Será atendida a população em geral. A expectativa é a de que as doses sejam adquiridas ainda no primeiro semestre.

Na manhã desta segunda-feira (19), por meio de videoconferência, o prefeito Dilador Borges e o empresário Chaim Zaher concederam uma entrevista coletiva à imprensa e explicaram a iniciativa. Dilador comentou que será enviado à câmara um pedido para a abertura de uma conta especial para receber as doações.

“Vamos receber o dinheiro apenas quando os fornecedores derem sinal verde e a gente já tiver tudo pronto para a compra. Até lá, estamos apenas conversando com os empresários e fazendo as cartas de intenções. A cada dia aparecem mais e mais doações e acredito que vamos atingir a meta”, afirmou o prefeito.

Em sua participação na live, o empresário Chaim Zaher destacou que esta campanha vai favorecer muito a cidade, que terá alívio em seu sistema de saúde e maior segurança para fazer a economia voltar a funcionar.

“A cidade vai precisar de todos. Os países que avançaram na vacinação, como os Estados Unidos e Israel, estão voltando com toda força a funcionar. Vamos nos esforçar para que nossa querida Araçatuba virar este jogo, também. Cada um tem que fazer a sua parte. Tenho uma grande gratidão por nossa Araçatuba”, afirmou Chaim, que ainda deu a ideia de a Prefeitura abrir, no futuro, a oportunidade para que trabalhadores autônomos e cidadãos também possam colaborar com doações.

RESPONSABILIDADE

A secretária da Saúde, Carmem Guariente, ressalta que a responsabilidade para aquisição das vacinas é do Governo Federal. “A vacinação sempre foi uma responsabilidade da União, mas o município está buscando alternativas para acelerar a imunização. Além do custo da vacina, há a logística de transporte e insumos para aplicação e pessoal envolvidos (corpo técnico).”

Para o prefeito Dilador Borges, a iniciativa e participação dos empresários é exemplar e necessária. “Nesse momento, precisamos unir esforços. O município vai dar contrapartida financeira, toda a infraestrutura e corpo técnico. Porém, uma aquisição dessa dimensão não seria possível sem esse apoio. Preciso deixar claro que é extremamente importante aguardar a liberação da Anvisa, afinal precisamos dar total segurança para nossa população. Havendo a liberação, já estaremos com toda a parte burocrática resolvida”.