Publicado em 22 de junho de 2017 às 11:25
O Secoi (Serviço de Convivência Infanto-Juvenil), através da Secretaria Municipal de Assistência Social de Araçatuba deu início, nesta terça-feira (13),  à Semana de Erradicação do Trabalho Infantil. A abertura ocorreu no Teatro Municipal Paulo Alcides Jorge, anexo à Biblioteca Municipal.
A Semana é alusiva ao Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil, instituída no dia 12 de junho. Há diversas maneiras de trabalho infantil, que podem ser caracterizadas entre trabalho doméstico, agricultura familiar, trabalho urbano, trabalho na exploração sexual, entre outros.
A vice-prefeita Edna Flor, que na ocasião representou o prefeito Dilador Borges, agradeceu o empenho do Secoi e de todos os funcionários da Assistência Social para a realização de um evento tão importante para todos. “Mais do que o evento em si, quero parabenizá-los pela luta diária no combate ao trabalho infantil, algo que ainda atinge tão profundamente crianças que perdem parte de sua infância por serem condicionadas a esse tipo de exploração. Que nossas ações se estendam com maior força à zona rural, onde por muitas vezes o trabalho infantil é considerado parte da vivência diárias nessas comunidades”.
A secretária de Assistência Social Maria Cristina Domingues se emocionou ao lembrar-se da infância difícil que teve, com relação ao trabalho que realizou durante a juventude. “Foram momentos difíceis, de muita luta, para superar a fase do trabalho infantil que passei. Pude sentir na pele a necessidade do trabalho que é realizado pela Assistência Social, que na época não tínhamos acesso”.
Crianças do Secoi realizaram a apresentação de uma dança, com a música “Criança Não Trabalha”. No encerramento de abertura do evento, houve uma palestra com Sérgio Calixto, que discursou a respeito do tema, com a palestra “Um breve olhar sobre a infância que trabalha: consequências e desafios”.
Também participaram da abertura da Semana de Erradicação de Trabalho Infantil a coordenadora do Secoi Anézia Gabas, a secretária de Educação Silvana de Sousa e Souza, a secretária de Cultura Tieza Marques, entre outros representantes do poder executivo e legislativo.
SECOI
O Secoi atua em cinco eixos diferentes no combate ao trabalho infantil: informação e mobilização com audiências públicas, identificação de situações de risco social através de busca ativa e registro no Cadastro Único para inclusão em programas sociais, defesa e responsabilização com ações de reforço e fiscalização, através do acompanhamento contínuo da criança e da família, e monitoramento por meio de ações estratégicas.
Para denunciar trabalho infantil de qualquer espécie, o denunciante pode utilizar o Disque 100. O equipamento fica localizado à Rua Florêncio de Abreu, 932, no bairro Alvorada. Telefone para contato: 3608-7570.