Publicado em 09 de outubro de 2017 às 17:15

O prefeito Dilador Borges e a vice-prefeita Edna Flor participaram, na manhã desta segunda-feira (9), da Audiência Pública Estadual do orçamento de 2018, organizada pela Comissão de Finanças, Orçamento e Planejamento da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (ALESP), para pontuar as prioridades para o orçamento de 2018.

O encontro ocorreu na Câmara Municipal, e foi mediado pelo deputado estadual Enio Tatto, um dos membros da Comissão de Finanças, Orçamento e Planejamento da ALESP. Além do deputado, também participaram da mesa diretora dos trabalhos o prefeito Dilador Borges, o presidente da Câmara, Rivael Papinha e a vice-prefeita Edna Flor.

Enio Tatto disse que a lei que rege o orçamento do Estado de São Paulo é de extrema importância para a garantia dos direitos básicos da sociedade. “É a partir desta lei que toda a população se informa do quanto será investido em suas cidades. Além disso, é neste momento que nós, do Estado, fazemos os ajustes com a comunidade de uma forma que os interesses locais e regionais sejam priorizados”.

Dilador afirmou, durante seu pronunciamento, que reconhece a parceria do Estado e seus investimentos já realizados na cidade, mas que, no entanto, Araçatuba precisa receber maiores contrapartidas do Estado. “Essa é a hora de pontuar as prioridades da nossa cidade e fazer solicitações ao governo do Estado em prol da população. Araçatuba é o ponto de encontro e passagem para várias cidades do estado, de Mato Grosso do Sul e do Paraná. É essencial que o Governo do Estado de São Paulo traga mais investimentos em diversas áreas

Entre os interesses na área de Assistência Social e Participação Cidadã, a secretária municipal das duas pastas, Maria Cristina Domingues, solicitou o aumento do orçamento repassado, tendo em vista o aumento da procura pelos sevriços socioassistenciais no município. Ela também explicou a necessidade da construção de mais um CCI (Centro de Convivência do Idoso), já que, de acordo com estudos, em 2020 Araçatuba terá 24.484 idosos com mais de 60 anos. O serviço é oferecido gratuitamente no município, e, de acordo com a secretária, tem sido eficaz na prevenção de saúde dos idosos.

Esta foi a 25ª Audiência Pública Estadual realizada pela ALESP. A Comissão de Finanças, Orçamento e Planejamento percorreu diversas cidades do estado para discutir junto a representantes do executivo, de entidades, instituições e da sociedade civil. As solicitações serão levadas à ALESP, para que os deputados avaliem as prioridades junto ao governo do Estado.