Publicado em 21 de junho de 2017 às 16:58

O Centro de Ressocialização de Araçatuba recebeu, nesta terça-feira (18), a segunda edição da Jornada da Cidadania e Empregabilidade. O evento é de realização da Secretaria da Administração Penitenciária (SAP), por meio da Coordenadoria de Reintegração Social e Cidadania e tem o apoio da Prefeitura de Araçatuba.

A Jornada da Cidadania e Empregabilidade foi criada inicialmente para promover a regularização dos documentos dos internos. Atualmente, a ação percorre os presídios paulistas para ofertar serviços como emissão de documentos, atendimento jurídico, palestras sobre empregabilidade e orientações de reintegração social aos reeducandos.

A vice-prefeita Edna Flor se emocionou ao lembrar a fase de instalação e construção do Centro de Ressocialização de Araçatuba, inaugurado em 2001. Ao caminhar dentro daquele importante ambiente, Edna foi traçando um roteiro cronológico ao explicar que cada detalhe da construção do prédio foi pensado na humanização e integração dos reeducandos.

Humberto (nome fictício) é um dos internos que trabalha na cozinha do Centro de Ressocialização. Ele afirma que recuperou todos os seus documentos pessoais através da jornada da empregabilidade, realizada no ano passado. “Me senti gente de novo. É bom poder voltar a ter cidadania, participar dos cursos oferecidos pelo programa”, conta.

O diretor técnico do CR de Araçatuba, José Antônio Rodrigues Filho agradeceu o trabalho dos parceiros que colaboram para o bom desempenho da jornada. Ele também reconheceu o empenho dos reeducandos em participar
das atividades executadas pelo Centro de Ressocialização. “Vocês estão de parabéns por valorizarem suas famílias e acreditarem em nosso trabalho”.

Estiveram presentes o promotor de justiça Lindson Gimenes, o tenente da Polícia Militar Eurico Alves Costa Júnior, o defensor público Ângelo Dalben, Lenilda Salvador Pugina, da Caef (Centrais de Atenção ao Egresso e Família), Walter Nagatarepresentando a Receita Federal, Carlos Santana representando a Polícia Civil, e os vereadores Rivael Papinha, Márcio Saito e Cido Saraiva.