Publicado em 18 de julho de 2017 às 08:54

Nesta segunda-feira (17), a administração municipal entregou dois veículos à Secretaria de Saúde. A cerimônia ocorreu em frente ao Paço Municipal, com a presença de futuros usuários,  portadores de necessidades especiais e seus familiares, além de autoridades do poder legislativo, executivo e judiciário.

Na ocasião, foram entregues um micro-ônibus totalmente adaptado para portadores de necessidades especiais, com capacidade para transportar 22 pessoas,  e um veículo próprio para transporte de vacinas, que será utilizado pela Vigilância Epidemiológica do município. O primeiro foi adquirido com recursos municipais, avaliado em R$218.900,00, e o segundo foi adquirido através do Programa Federal Rede de Frios, do Ministério da Saúde, no valor de R$73.750,00. 

A secretária municipal de Saúde de Araçatuba, Carmem Silvia Guariente, afirmou que um dos maiores problemas enfrentados pela secretaria é a falta de meios de locomoção para pacientes. “Esperamos que essa nossa conquista seja a primeira de muitas. Os dois veículos são frutos da muita luta, principalmente a longa luta, de tantos anos, dos nossos pacientes portadores de necessidades especiais”.

Edna Flor recordou e compartilhou com todos os presentes o momento em que entregou às mãos do prefeito Dilador os documentos que comprovavam a falta de transporte para pacientes com necessidades especiais, que precisavam ser atendidos em instituições da cidade e não conseguiam por falta de locomoção. “A conquista do micro-ônibus é resultado de uma união forte entre o poder público, a Defensoria Pública e a comunidade envolvida”, reconheceu a vice-prefeita.

O prefeito Dilador Borges disse que a conquista dos veículos representa a garantia de direitos dos pacientes. “As administrações públicas vivem hoje um momento de crise econômica, e apesar disso, a nossa administração não mediu esforços para passar por cima de problemas políticos e econômicos para atender à população. Parabenizo a todos os envolvidos pela conquista. É um compromisso nosso cuidar das pessoas”.