Publicado em 17 de janeiro de 2019 às 09:18

A Secretaria Municipal da Fazenda finalizou, na última sexta-feira (11), a distribuição dos boletos para pagamento do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) em Araçatuba. A entrega foi executada pelos Correios aos endereços dos contribuintes cadastrados no Município.

Na segunda feira (14), dos cerca de 101.500 imóveis para os quais foram emitidos, os Correios devolveram à Prefeitura cerca de 1.500 boletos, que a empresa explicou não ter sido possível realizar, com a justificativa de que não foram encontrados os destinatários.

Segundo o secretário municipal da Fazenda, Josué Cardoso de Lima, os números trazem ainda uma constatação positiva. “O volume devolvido corresponde a apenas 1,47% dos boletos de IPTU confeccionados. Achei muito importante, foi muito pouco o que os Correios não encontraram de destinatários, mostrando que os dados de endereços em nosso cadastro estão razoavelmente atualizados, gerando cada vez menos demandas de fiscalização e correção”.

A Secretaria Municipal da Fazenda informa que os munícipes que não receberam seus boletos ou caso tenham sido extraviados, podem retirar as guias para pagamento no Atende Fácil, que fica na rua Oscar Rodrigues Alves, 295, no centro de Araçatuba.

Balanço e previsão

O total arrecadado de IPTU no ano passado foi de R$ 34.046.804,35, quase R$ 5 milhões a menos que o previsto no orçamento para 2018 para este tributo, que era de R$ 38.936.343,68.

Segundo o secretário da Fazenda, o orçamento para 2019 prevê arrecadar R$ 45.515.359,50 com o IPTU, projeção maior que 2018 em virtude do aumento da área urbana e da mudança de categoria de alguns imóveis, que eram terrenos e passaram a ser áreas construídas. “Mesmo assim, o valor do IPTU não teve nenhum aumento, nem em relação à inflação, e continua tendo o mesmo valor de 2018. Somente a taxa de lixo, que está junto no boleto de IPTU, teve aumento, por causa da planilha de custos que o município suporta para coletar e tratar o lixo. Nela houve aumento de exatos 12,35%”, acrescentou Josué Cardoso de Lima.

Dia 20/01 é o vencimento da primeira parcela, pra quem optou por pagar o valor dividido em três vezes.