Publicado em 04 de dezembro de 2017 às 16:38

Às 6 horas da manhã de segunda-feira (4), o prefeito Dilador Borges esteve na sede da empresa Monte Azul Ambiental para saudar os funcionários e acompanhar a primeira saída dos caminhões que farão a Coleta Seletiva em 100% dos bairros de Araçatuba.

Com os primeiros raios de sol, DIlador transmitiu ao vivo para seu perfil no facebook a saudação aos seguidores da rede social e depois acompanhou um dos caminhões até o bairro Jardim Atlântico II, onde também conferiu as primeiras ações de coleta de material reciclável, de distribuição de panfletos e contato direto com os moradores por parte dos funcionários da própria empresa, que já é a responsável pela coleta de lixo comum e limpeza pública contratada pelo município.

“Esse é o início de um trabalho conjunto que excede a parceria entre prefeitura e Monte Azul, pois vai contar com a colaboração de cada morador, cada casa, cada família. Além de nos tornarmos uma cidade mais limpa e sustentável, Araçatuba vai ficar para a história como a pioneira em coleta seletiva cobrindo todo o território municipal, e vai ser com a ajuda de todos, desde a separação dos materiais dentro de casa até a fiscalização e denúncia das irregularidades que os vizinhos ou moradores de outros bairros possam estar praticando”, incentiva o prefeito.

A coleta do lixo comum continuará sendo realizada normalmente nos bairros.

Colaboração, trabalho organizado e geração de renda
São três caminhões dedicados apenas à Coleta Seletiva 100%, que acontecerá atendendo os bairros divididos entre os dias da semana, de segunda a sexta-feira, em períodos diurnos e noturnos.

A população deve preocupar-se apenas em separar o lixo seco do orgânico. São considerados materiais recicláveis garrafas, garrafões, frascos vazios de remédios e perfumes, copos, latas de bebidas e de refrigerantes, ferragens, pregos, panelas, embalagens longa-vida, listas telefônicas, jornais, cadernos, revistas, livros, caixas de papel e papelão, garrafas e sacolas plásticas, brinquedos, utensílios domésticos, embalagens de produtos de limpeza e de higiene pessoal, etc.

Os materiais coletados serão encaminhados à cooperativa CooperAraçá, localizada dentro do aterro, que será responsável por fazer a separação dos itens.

De acordo com o secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Petrônio Pereira Lima, a realização da coleta seletiva em 100% da cidade colabora para que a vida útil do aterro seja prolongada. “Além de auxiliar na conservação do meio ambiente, não podemos deixar de citar que isso ‘desafoga’ o acúmulo de lixo no aterro. E isso também traz geração de renda às famílias que trabalham na cooperativa”.