Ampliação do Canal de Avanhandava

O prefeito Dilador Borges e a vice-prefeita Edna Flor participaram, nesta quinta-feira (23), da solenidade do início das obras de ampliação e desassoreamento do Canal de Avanhandava, no município de Buritama. Com investimentos de R$ 203 milhões e conclusão prevista para julho de 2019, o canal vai ganhar mais 2,4 metros de profundidade em um trecho de aproximadamente 10 quilômetros da Hidrovia Tietê –Paraná até a jusante da Usina de Três Irmãos. “Nossa região ganha muito com essa obra, a possibilidade de atrair novas empresas é grande”, destacou o prefeito Dilador.

O governador Geraldo Alckmin, o Ministro do Estado dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Mauricio Lessa; Secretário de Logística e Transportes, Alberto Macedo estiveram presentes o que demonstra a grandiosidade da obra.

Alckmin disse que as obras são de caráter estruturante e que serão muito importantes para o desenvolvimento da região e do País. “Havia um gargalo aqui, em Nova Avanhandava que será resolvido com o rebaixamento do pedral”, afirmou. “O ano passado, batemos o recorde de transporte pelas hidrovias, 8,7 milhões de toneladas e acho que poderemos ir rapidamente a dois dígitos e transportar mais de dez milhões de toneladas.

O alcance dos benefícios trará reflexos positivos para a população dos diversos estados que utilizam a hidrovia para o transporte de cargas e passageiros. Serão beneficiadas as populações de Minas Gerais, Mato Grosso, São Paulo e Goiás. De quebra, a obra irá ampliar a capacidade de energia gerada pela Usina de Três Irmão.

Os benefícios também virão na forma de novos postos de trabalho. A estimativa é de que podem gerados até 1.400 empregos, dos quais 350 diretos e 1.050 indiretos.

TRECHO PAULISTA

O trecho da Hidrovia Tietê-Paraná no Estado de São Paulo é administrado pela Departamento Hidroviário do Estado de São Paulo (DH), vinculado à Secretaria de Logística e Transporte.

Em 2014, o trecho entre o Km 95,5 do reservatório de Três Irmãos e a eclusa inferior de Nova Avanhandava esteve interrompido devido à crise hídrica que afetou o Estado e prejudicou o transporte de mercadorias.

Com o retorno das operações, a capacidade de transporte de cargas foi recuperado em 20 meses. Em 2016, foram transportadas 3,2 milhões de toneladas de produtos pelo trecho paulista. Os principais produtos transportados foram a areia, a cana-de-açúcar, a soja e o farelo de soja.

Dos R$ 203 milhões que serão investidos na obra do Canal de Avanhandava, R$ 181,5 milhões são provenientes do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), do governo estadual, e R$ 21,5 milhões do Governo do Estado.


Notícias

OBRAS

Veja todas as obras
Ampliação do Canal de Avanhandava
Recuperação de ruas
Recuperação da Caran Rezek
Sarjetão
Receba nossas notícias

        
Rua Coelho Neto, 73
Vila São Paulo
(18) 3607-6500