Publicado em 20 de fevereiro de 2018 às 10:00

Representantes da Prefeitura de Araçatuba participaram, nesta segunda-feira (19), da aula inaugural do curso de Medicina do Unisalesiano. A solenidade ocorreu na própria universidade e reuniu alunos, docentes, autoridades, coordenadores, profissionais da área da saúde, secretários municipais e alunos do primeiro semestre do curso de Medicina Veterinária.

O reitor do Unisalesiano, padre Luigi Fávero, conduziu as apresentações. Em seu pronunciamento, relembrou a trajetória para a conquista do curso para Araçatuba. “O curso de Medicina, em sua nova modalidade, é uma parceria entre a universidade, a Santa Casa e o município. Portanto, passamos por muitas exigências até chegarmos aqui, a começar pela visita dos representantes do MEC (Ministério da Educação) à Araçatuba, que avaliaram as capacidades que o município tem para comportar o curso. E nessa parte tivemos o apoio total da Secretária Municipal de Saúde e do Poder Executivo, ao que agradeço o empenho do prefeito Dilador e da vice-prefeita Edna. Essa é uma conquista para todos nós, mas parabenizo, em especial, os acadêmicos de medicina. Tudo foi planejado para vocês”.

Após o discurso, o reitor pediu para que cada um dos alunos se apresentasse, dizendo o nome e a cidade natal. Fávero agradeceu a confiança e disse que ficou surpreso com o número de pessoas de fora do estado de São Paulo que procuraram o curso. “Sabemos que 70% dos acadêmicos vieram de cidades paulistas, mas também ficamos muito alegres em poder receber pessoas de tantos estados diferentes”.

A vice-prefeita Edna Flor se emocionou ao se pronunciar. “Há momentos em que as palavras são praticamente dispensadas, já que a emoção fala por si só. Num curso de medicina, o conhecimento técnico e as atualizações científicas são extremamente importantes. Mas aprendi que, acima do conhecimento científico, deve estar a sabedoria, que nos faz distinguir o certo do errado, o mais urgente do menos urgente, distinguir, finalmente, a importância da vida. Que todos os esforços, dos pais e alunos, que vêm muitas vezes de cidades distantes, possam ser recompensados pela certeza de que vocês, alunos, serão profissionais movidos por essa sabedoria de preservar vidas. Que as ações de prevenção sejam voltadas para o cuidado cada vez mais da saúde e menos da doença”.

Edna também destacou a importância da parceria que sustenta o curso de Medicina. “Que a parceria entre a administração municipal, a universidade, a Santa Casa e todos os setores envolvidos continue no caminhar do curso. Viemos aqui hoje com segundas intenções: desejando que a vida das pessoas e a saúde pública em geral possa sentir o efeito desses novos acadêmicos que tantos nos orgulham. Vocês, estudantes, estão sendo acolhidos aqui no município com toda a fraternidade, e eu tenho certeza que o prefeito Dilador está com o coração conectado com todos nós”, disse Edna, fazendo referência ao compromisso que o prefeito cumpria em Brasília neste dia.

MÉTODO

Na sequência, docentes do curso fizeram uma apresentação básica do conteúdo de cada semestre, os métodos de ensino, demonstração dos laboratórios e demais equipamentos de utilização das aulas. O coordenador do curso de Medicina, Doutor Antônio Henrique Poletto, destacou que o curso é regido pelo Método Ativo, que une todos os procedimentos que exigem o engajamento do estudante com o sistema de aprendizagem através de aulas invertidas, aprendizados em equipe, solução de problemas, entre outros. “Os seres humanos aprendem com as experiências do cotidiano. Por isso, buscamos aplicar o conhecimento através da prática. Foram escolhidas 15 Unidades Básicas de Saúde (UBSs), em que os alunos terão contato com a comunidade logo na segunda semana de aulas. É nesse momento que entra a disciplina Interação em Saúde na Comunidade (IESC), que une o ambiente universitário, comunitário e os ambientes de trabalho do SUS (Sistema Único de Saúde), que visam o aprendizado ativo e integralidade do conhecimento, para fugir da sair da visão reducionista, sempre pautado pelos princípios da bioética”.

À aula inaugural compareceram 58 alunos dos 65 aprovados no vestibular, realizado em 21 de janeiro deste ano.

Compuseram a mesa de autoridades o reitor do Unisalesiano, padre Luigi Fávero; vice-reitor, Giulio Boffi; pró-reitor de pastoral, padre Valdomiro Bonakovzki, pró-reitor acadêmico, André Ornelas; pró-reitora de extensão e ação comunitária, Heloisa Rovery; vice-prefeita Edna Flor; presidente da Câmara, Rivael Papinha; secretária municipal de Saúde, Carmem Silvia Guariente; diretor do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp), Marco Túlio França; diretor clínico da Santa Casa, Sérgio Smolentzov; e a presidente do Conselho Deliberativo do Fundo Social de Solidariedade e primeira-dama de Araçatuba, Deomerce Damasceno. Também compareceram os vereadores Carlos Santana e Beatriz Soares.