Publicado em 19 de setembro de 2017 às 15:28
Um grupo composto de representantes do Unisalesiano de Araçatuba, do Ministério da Educação (MEC) e da CAMEM  (Comissão de Acompanhamento e Monitoramento de Escolas Médicas) foi recebido pela vice-prefeita Edna Flor, na manhã de segunda-feira (18), a tratar de mais uma visita de análise para implantação do curso de medicina.
Nesta reunião o tom dos depoimentos dos visitantes foi positivo. Com a justificativa de repetir a visita para confirmar a sintonia entre o poder público municipal de Araçatuba e a instituição que será mantenedora do curso de medicina, uma vez que houve troca de governos neste ano, os representantes do MEC e da  CAMEM confirmaram tecnicamente à vice-prefeita a satisfação com as condições encontradas, de modo geral, tendo sido analisadas questões  de amparo técnico e estrutural, bem como documentais, tanto do centro universitário como da municipalidade, nos quesitos que tornem possível e atrativa a instalação do curso na cidade e região.
Participaram da reunião com Edna Flor a secretária Carmem Guariente e o diretor de especialidades Paulo Ernesto Geraldo, ambos da Saúde municipal; o assessor de gabinete do prefeito Dilador Borges, Deocleciano Borella Jr, além do presidente da Câmara Municipal, Rivael Papinha; os representantes do Unisalesiano, reitor Pe. Luigi Favero; reitor de Pastoral Pe. Ademir Lima de Oliveira, e o pró-reitor acadêmico André Ornellas; os médicos Emilton Lima Jr., professor consultor, e Antônio Poletto, coordenador do curso; o representante do MEC, analista especialista em regulação de ensino superior, Edejan H. de Paula; e os representantes da CAMEM, Evandro Guimarães de Sousa e Antonio Carlos Sansevero Martins.
Pe. Luigi Favero conta que a notícia da vinda do curso repercutiu positivamente junto às instituições salesianas e demais alçadas da Igreja Católica, levando até ao Vaticano a referência ao interior do Estado de São Paulo. Segundo o reitor, do Papa Francisco veio a gentil felicitação, na qual se referiu à região como “meus vizinhos”.
Edna Flor e Carmem Guariente prometeram total disponibilidade de apoio político e profissional por parte da administração pública.
“Sabemos da enorme importância deste curso para o atendimento à saúde da população e todo o crescimento da região em termos de atratividade aos profissionais de medicina e outros mercados que virão em consequência da instalação do curso”, valoriza a vice-prefeita.
“Temos aqui profissionais e vontade bastante para dar todo apoio em contrapartida ao valoroso conhecimento técnico que nos será trazido. Será a soma perfeita do ‘saber’, que nos melhora e qualifica, com o nosso ‘fazer’, que será dedicado ao máximo para o sucesso deste crescimento para nossa cidade e região”, conclui Guariente.