Publicado em 20 de julho de 2022 às 16:16

A Prefeitura de Araçatuba já arrecadou um total de R$ 1,026 milhão (um milhão e vinte seis mil reais)  com a realização de vendas através de leilões de sucata, ou alienação de inservíveis, das várias secretarias municipais, gerando economia de dinheiro público e adquirindo bens novos a serviço da administração pública municipal.

Nesta quarta-feira (20), em apresentação na sede da Prefeitura, foram entregues 09 veículos Renault Kwid, comprados recentemente com recursos oriundos dos leilões,  no valor total de R$ 602,6 mil (seiscentos e dois mil e seiscentos reais), ao custo unitário de R$ 66,9 mil (sessenta e seis mil e novecentos reais) e que irão atender diversos setores municipais.

Anteriormente, foram adquiridos, no total de R$ 323 mil, três Volkswagen Gol 1.4, em 2019, ano do início dos leilões, com valor unitário de R$46.350,00, totalizando 139.050,00; e  três picapes 1.3 EFFA cabine dupla, em 2020, no valor unitário de R$61.300,00, totalizando R$ 183.900,00.

A Secretaria Municipal de Administração (SMA) explica que o material vendido é composto por itens de variados portes, oriundos de diversas secretarias municipais de Araçatuba, que encontravam-se há muito tempo depositados no terreno da sede da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Sosp), no bairro Aviação.

Em breve resumo deste patrimônio antigo e fora de serviço, a SMA declara que constavam 63 veículos, entre ônibus, ambulâncias, carros e motocicletas, dos quais a manutenção já não compensava e seus tempos de uso já encontravam-se ultrapassados, segundo as exigências legais sobre veículos em circulação, mas que os arrematantes poderiam reformar, recondicionar, a seus critérios, para usos próprios. Outros 120 veículos também leiloados já eram sucatas, que foram arrematados e possivelmente destinados a retirada de partes ainda reaproveitáveis, como peças, bancos, lataria, etc.

Também integravam a categoria de sucata outros itens diversos como pneus, computadores, aparelhos de ar condicionado, eletrônicos, postes de semáforos, câmaras frias, sucata ferrosa, uma motoniveladora e até vacas, estes últimos que pertenciam ao antigo programa Sítio Escola, que forneciam leite diretamente a jovens e crianças atendidas no local.

A SMA ainda esclarece que os leilões, até agora seis executados, são realizados pela empresa Gestto Leilões Públicos  – Gestão de Patrimônio Público, contratada por processo licitatório, após pregão em 2019, a qual não gera qualquer custo aos cofres públicos municipais.

Neste modelo de gestão, a arrecadação da empresa de leilões, autorizada pela Prefeitura, ocorre por parte de cobrança direta da empresa ao arrematante, no equivalente a 10% (dez por cento) do valor do arremate, como taxa de administração. “Sem custos de contratação com a empresa gestora dos leilões e com essa renda extra, estamos, desde 2019, economizando dinheiro público e adquirindo bens novos que melhoram a qualidade dos serviços e o atendimento à população. Quem ganha com isso é a administração dos recursos públicos, a cidade, são os araçatubenses”, reforça o prefeito Dilador Borges.