Publicado em 05 de fevereiro de 2021 às 18:50

Reconhecido ex-atleta e ex-treinador de judô em Araçatuba, Koji Kiwada, 69 anos, volta a treinar as equipes da arte marcial japonesa pela Secretaria de Esporte, Lazer e Recreação deste município.

Koji Kiwada, ou Kodão, como é popularmente conhecido, é fundador da Associação Judô Araçatuba (AJA) e pai do ex-treinador das equipes Marcelo Honda Kiwada, recentemente falecido em 5 de janeiro, aos 45 anos, vítima da Covid-19. Antes do filho Marcelo, Kodão também perdeu a esposa, Celina Honda Kiwada, em 14 de dezembro de 2020, com câncer.

Prestes a completar 70 anos, Kodão reassume como técnico das equipes de judô de Araçatuba, função que cumpriu por 35 anos seguidos, após competir como atleta por 10 anos, pela Prefeitura de Araçatuba. Estava aposentado, quando, em 2011, o filho Marcelo assumiu seu posto, tanto na academia da família como na SMELR.

Kodão declarou que sua motivação para retomar o trabalho é todo o trabalho feito pelo filho no judô, que conquistou abrangência regional e no Brasil, formando atletas em nível mundial, além dos netos, Caio e Cauã, um integrante da seleção de base do Brasil, competindo pelo mundo, e o outro já campeão brasileiro, sulamericano e panamericano.

“Vendo todo este legado, mesmo com minha idade avançada, não poderia deixar isso acabar em Araçatuba e resolvi voltar ao treinamento”, anunciou.

Na secretaria municipal, Kiwada volta a treinar equipes masculina e feminina para os Jogos Regionais e Jogos Abertos, formando também a seleção araçatubense de judô, composta por 15 atletas inscritos de cada sexo. Os competidores treinados por Kiwada são também alunos da AJA, de diversas categorias, tendo alunos de 8 a 40 anos de idade, associação por ele fundada e credenciada pela Federação Paulista (FPJ) e pela Confederação Brasileira de Judô (CBJ).

“Araçatuba tem sido sempre muito bem representada, com vários campeões paulistas e brasileiros e ranqueados mundialmente. Além disso, oferece bolsa de estudos para atletas carentes, trabalho a que o secretário Sérgio Tumelero se apega muito, pois reconhece a importância do esporte para ajudar e formar essas crianças”, reverencia.

Tumelero também celebra o retorno do mestre. “Sua história e sucesso por Araçatuba são inegáveis e reconhecidos em toda a cidade. O esporte, de modo geral, e a modalidade só têm a ganhar com a volta do Kodão”.