Publicado em 11 de outubro de 2017 às 16:36

Todos os idosos residentes em Araçatuba que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC) devem se inscrever no Cadastro Único até 31 de dezembro para garantir que continuarão a ter direito ao recebimento do benefício.

O procedimento de cadastro pode ser realizado pelo beneficiário ou por um responsável familiar maior de 16 anos, que resida junto a ele e que divida as responsabilidades com despesas e renda.

Segundo o coordenador do Programa Bolsa Família de Araçatuba, Rodrigo Radighieri, o idoso ou responsável deve procurar a unidade do Bolsa Família do município levando o documento de todos que moram na residência. “Todos da família precisam ter CPF, independentemente da sua idade. Se uma criança de um mês, por exemplo, residir no domicílio, é preciso que o responsável emita seu CPF e leve-o no dia da inscrição no cadastro”, explicou.

Ainda segundo o coordenador, só é permitido realizar a inscrição no Cadastro Único em uma das unidades dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) do município se antes o beneficiário tiver recebido a visita do Cras em sua residência. Aqueles que não receberem essa visita podem fazer o cadastro normalmente no Bolsa Família.

Famílias de beneficiários do BPC já inscritas no Cadastro Único devem atualizar dados sempre que houver modificações, como mudança de endereço, alteração na composição familiar, ou, ainda, no prazo máximo de até dois anos. A desatualização do cadastro poderá levar à suspensão do benefício.

BENEFÍCIO

O Benefício de Prestação Continuada (BPC) é a garantia de um salário mínimo mensal ao idoso acima de 65 anos ou ao cidadão com deficiência física, mental, intelectual ou sensorial de longo prazo, que o impossibilite de participar de forma plena e efetiva na sociedade, em igualdade de condições com as demais pessoas.