Publicado em 21 de setembro de 2018 às 18:36

O Hospital Central, de Araçatuba inaugurou, nesta sexta-feira (21), o Centro Oftalmológico de Alta Complexidade para atender a demanda de prefeituras de 40 cidades da região pelo Sistema Único de Saúde (SUS), que fez o credenciamento da unidade no início de julho. O Ministério da Saúde vai fazer um aporte extra de recursos de R$ 207 mil por mês para os procedimentos.

A inauguração e implantação do serviço elevam Araçatuba como referência no setor para os 40 municípios da região, que agora terão uma opção a mais para acabar com a demanda reprimida. Até então todos os atendimentos eram feitos em Buritama ou encaminhados a São Paulo. A previsão é de que na segunda quinzena de outubro o Hospital Central comece a receber os pacientes da região que serão atendidos via SUS por intermédios das prefeituras.

O Centro Oftalmológico recebeu cerca de R$ 2 milhões em investimentos para sua implantação, em parceria com o Instituto Visão, e terá capacidade para realizar em média 2 mil atendimentos por mês. A unidade conta com cinco salas de ambulatório, duas salas cirúrgicas e uma sala de recuperação pós-cirúrgica.

De acordo com o diretor do Hospital, o médico Humberto Sanchez, os pacientes do SUS serão atendidos por profissionais altamente qualificados em uma moderna estrutura. Ele disse que com o credenciamento, Araçatuba será uma opção a mais para que os municípios possam agilizar os encaminhamentos acabando com a demanda reprimida. “Sabemos que hoje as filas de espera são longas, e agora será uma nova realidade”, disse.

HUMANIZADO

O Hospital vai realizar, pelo SUS, desde consultas até cirurgias, como catarata e glaucoma. Todo o agendamento será feito pelas prefeituras e o Hospital não terá gestão sobre o encaminhamento destas demandas, ou seja, os pacientes devem chegar com encaminhamento da unidade de saúde do município onde reside.

A administradora do Hospital, Nancy Ferreira da Silva Cunha, enfatizou: “Sabemos que hoje as filas de espera são longas, e agora este novo centro contribuirá para mudar este cenário. Somente em Araçatuba estima-se que 10 mil pessoas estejam aguardando por atendimento médico oftalmológico”, disse.

A secretária municipal de Saúde de Araçatuba, Carmem Sílvia Guariente, disse que essa é uma grande conquista para toda a região, tendo em vista que no Hospital Central serão realizados atendimentos que até então só eram realizados em Campinas e São Paulo, gerando custos extras aos municípios, além do desgaste para os pacientes e o risco das viagens constantes. De acordo com ela, agora os atendimentos serão feitos em Araçatuba, em uma moderna estrutura e proporcionando mais comodidade aos pacientes.

O prefeito de Araçatuba, Dilador Borges, agradeceu aos proprietários do hospital pela prestação de serviço que será iniciada em breve. “Esse é um equipamento de saúde que com certeza vai diminuir o sofrimento das pessoas. Nós, prefeitos da região como gestores que somos, temos que trabalhar para melhorar a vida das pessoas e é isso o que acontece aqui hoje. Em nome da população da noroeste, agradecemos a iniciativa”.