Publicado em 20 de setembro de 2021 às 16:20

Nesta segunda-feira (20), representantes da área de comunicação da GS Inima SAMAR, Agência Reguladora e Prefeitura se reuniram para intensificar a Campanha de Conscientização do uso consciente da água. A medida se faz necessária devido ao grande risco que a cidade corre com a baixa no nível de água do Rio Tietê, que abastece 40% da cidade. Será feita uma Campanha mais intensa, que convocará a população a ajudar a acabar com o desperdício de água, além de transformar todos em fiscais do seu próprio consumo.

Segundo o gerente de Comunicação da GS Inima Samar, Fernando Sávio, a “apesar de todos os esforços da concessionária, nas áreas técnica e de comunicação, a estiagem prolongada e as altas temperaturas têm exigido a mobilização de toda a comunidade. A campanha tem o objetivo de alertar e convocar a população para que não falte água, pois se a estiagem severa continuar, ficará difícil manter o abastecimento como está”, explicou.

O rio Tietê chegou a um nível crítico para captação de água e a GS Inima SAMAR passou a utilizar uma estrutura flutuante para garantir o bombeamento de água. Por enquanto, a estrutura está a cerca de 100 metros da margem original e a previsão é de que possa chegar até 200 metros para garantir o abastecimento. Porém, se o rio baixar e ultrapassar essa marca, a captação ficará comprometida.

Para evitar que a cidade fique desabastecida, será feita uma Campanha mais maciça que convocará a população a ajudar a economizar água, além de torná-la fiscalizadora de seus próprios atos de consumo.

Segundo o secretário de Comunicação da prefeitura, Jonathas Magalhães, a Campanha é um alerta, mas acima de tudo uma convocação do araçatubense. “Queremos evitar que nossa cidade precise fazer racionamento de água, o araçatubense é consciente e sempre que pedimos ajuda, nós tivemos respaldo. A Campanha vai pedir uso consciente da água, mas vamos além, queremos que cada um seja fiscalizador, pedindo para que o vizinho, amigo, familiar também evite o desperdício”.

A Agência Reguladora, através de seu representante, o comissário-geral Márcio Saito, também está à frente da Campanha, além de buscar informações mais precisas junto ao Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), considerando que esse é o órgão que faz o controle de nível do rio Tietê para geração de energia. O objetivo é estar atento a cada alteração e assim, garantir o abastecimento.

A Campanha também será estendida ao comércio e à indústria, além de todas as áreas que de alguma forma podem contribuir para evitar o racionamento.