Publicado em 17 de fevereiro de 2022 às 16:39

O prefeito de Araçatuba, Dilador Borges assinou, na manhã da segunda-feira (14), ordem de serviço para construção de uma mureta com alambrado, para fechamento e proteção do galpão de reciclagem de resíduos sólidos no aterro sanitário municipal de Araçatuba.

 

Com previsão de início já para 15 de fevereiro, a obra será executada pela empresa J.A. Construtora e Engenharia Ltda, com prazo de três meses e ao custo de R$ 119.997,20 de recursos próprios municipais. O Aterro Sanitário fica no quilômetro 2,66 da Estrada Municipal ART-450, no bairro Cafezópolis.

 

A benfeitoria é mais um dos itens de segurança implantados pela Prefeitura de Araçatuba no local, depois da ocorrência de incêndio.na COOPERARAÇÁ – Cooperativa de Coleta Seletiva, Beneficiamento e Transformação de Materiais Recicláveis de Araçatuba, dentro da área do aterro, quando então a cooperativa ficou sem os equipamentos para sua operacionalização, ficando os membros também desprovidos de condições para permanência no local.

 

À época, a Prefeitura de Araçatuba, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (SMMAS), implantou dois contêineres de convivência no local, providos de isolamento, eletricidade, próprios para montagem de escritório, guarda de materiais com segurança e permanência de pessoas.

 

“A Cooperaraçá opera em conjunto ao aterro sanitário, em parceria com a SMMAS, e tem sido alvo de incêndios, eventos que tem trazido prejuízos aos trabalhadores. Destacamos a importância deste alambrado porque vai delimitar melhor a área e dar mais segurança, de forma a facilitar os serviços das cooperadas e cooperados”, valorizou a vice-prefeita Edna Flor.

 

Foram implantadas duas câmeras de segurança no local, monitoradas pela Guarda Civil Municipal, com iluminação noturna. As prensas, paleteiras e demais equipamentos encontram-se no local e receberam manutenção. apenas a maquina de esteira aguarda novas lonas para rolagem, pois as originais foram destruídas no incêndio.

 

”As câmeras de monitoramento e alarmes sonoros com sensores de movimento foram instalados, para coibir e melhorar a identificação de autores de vandalismo, incêndio e crimes ambientais. o último dispositivo de segurança é o cercamento, para evitar invasão, furtos e incendiários”, detalhou o secretário municipal Lucas Proto (SMMAS).