Publicado em 07 de janeiro de 2022 às 13:40

A vice-prefeita Edna Flor esteve, nesta sexta-feira (7), verificando o funcionamento do sistema semafórico inteligente com sinais sonoros, voltado a pessoas com deficiência visual.

O novo equipamento, instalado em dezembro do ano passado, está no cruzamento da avenida Pompeu de Toledo com a rua Duque de Caxias.

Membros do Instituto para Cegos Santa Luzia estiveram no local para testar o equipamento e deram sugestões para a administração municipal, que já acatou os pedidos e providenciará as melhorias.

FUNCIONAMENTO

O sistema de semáforos inteligentes com sinais sonoros obedece a Resolução 704, de 10 outubro de 2017, do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que estabelece padrões e critérios para sinalização semafórica com sinal sonoro destinado à travessia segura de deficientes visuais.

Ao chegar ao local de travessia, o deficiente visual fará contato com o aparelho e poderá ler instruções de uso em braile.

Para acionar o equipamento é necessário que o botão seja pressionado por três segundos, até que um som inicial seja emitido.

Na sequência, são emitidas frases indicando o momento que o pedestre pode atravessar. São 15 segundos para a travessia, permitida através de um bip. Quando o tempo para atravessar a via está acabando, o sinal sonoro ficará mais rápido e o pedestre poderá identificar que logo o semáforo irá abrir. Se o equipamento não está emitindo nenhum som, significa que o fluxo de veículos está liberado e que o pedestre não pode realizar a travessia.

Além da vice-prefeita Edna Flor, estiveram presentes o secretário de Mobilidade Urbana, Marcelo Reis e funcionários da pasta, o presidente da Instituição para Cegos Santa Luzia, Marcelo Bonadio, funcionárias e membros da instituição.

Segundo o secretário de Mobilidade Urbana, Marcelo Reis, essa é uma antiga reivindicação de pessoas com deficiência visual. “Estamos atendendo a um pedido antigo, pois, próximo à avenida, tem o Instituto Santa Luzia, onde residem algumas pessoas com deficiência visual, elas costumam ir a locais próximos e com esse equipamento, eles terão mais segurança na hora de atravessar a rua. Estamos estudando outras localidades para instalar o equipamento, logo divulgaremos”, explicou.