Publicado em 06 de outubro de 2021 às 16:32

A parceria entre a FGV – Fundação Getúlio Vargas e o Sebrae trouxe a Araçatuba o início da fase de execução do Programa de Articulação Regional de Políticas Públicas, realizada nesta quarta-feira (6), no anfiteatro do Senai Araçatuba, apresentada a prefeitos e gestores municipais da região.

Aline Fogolin, líder regional do projeto pela FGV, explicou que o Programa Consórcio Empreendedor tem por objetivo dar escala regional às políticas públicas de desenvolvimento de base empreendedora, por meio da integração de municípios, em prol da melhoria do ambiente de negócios.

Com forte orientação ao aprimoramento da cooperação regional, o Sebrae passa a oferecer gratuitamente às administrações municipais um vasto portfólio de produtos e serviços, que abarcam melhorias como constituição e/ou fortalecimento de consórcios públicos intermunicipais; aperfeiçoamento de políticas públicas de empreendedorismo nos municípios consorciados e estímulo à cooperação em regiões com potencial para políticas consorciadas.

O Programa apresentou os propósitos de efetivar políticas públicas de desenvolvimento de base empreendedora, tais como desburocratização e melhoria do ambiente de negócios, modernização administrativa das prefeituras, inclusão produtiva, cooperativismo e associativismo, compras públicas e outros, por meio da integração dos municípios.

Também é proposta do Empreendedor proporcionar aos municípios menores as oportunidades de políticas públicas típicas das grandes cidades, tais como: compras públicas em grande escala, projetos robustos de captação de recursos, atração de investimentos para concessões e parcerias.

“Um dos nossos principais objetivos é que possam reconhecer, no trabalho do Sebrae, é que a geração de emprego e renda não significa apenas que as prefeituras devam trazer grandes empresas – ainda que seja ótimo que essas grandes empresas venham para as cidades – mas que tanto as pequenas empresas, os autônomos e os trabalhadores ainda na informalidade possam entender que também podem e são geradores de emprego e renda”, defende Silvia Furio, gerente do Sebrae Araçatuba e Birigui.

Beatriz Gusmão, gerente de Políticas Públicas do Sebrae, descreveu o programa como resultado de um trabalho consistente e em grande escala de reuniões e estudos das unidades regionais. “Toda essa gama de conhecimentos e desenvolvimentos aqui apresentados não são conceitos teóricos e empacotados trazidos prontos do nada. Estamos na quarta etapa de um programa, que resulta das anteriores que foram os Laboratórios de Formação das Agendas, de Planos de Ação, Encontros de Formulação e agora a Implementação do Plano de Ação”.

Participaram também da reunião e do processo de assinaturas pelos municípios o prefeito de Araçatuba, Dilador Borges, a vice-prefeita Edna Flor e os secretários municipais de Araçatuba, Marcelo Astolphi Mazzei (Desenvolvimento Econômico e Relações do Trabalho) e Suzeli Denys de Oliveira (Assistência Social), além do diretor do Senai Araçatuba, Tarso Tristão, que sediou o evento.

“À FGV como grande gestora de projetos e ao Sebrae como nosso sempre parceiro de qualificação profissional e apoio a micro e pequenas empresas do município, trago a palavra de gratidão da administração municipal e da cidade por mais essa oportunidade de sediar encontro desta magnitude. Nosso papel como cidade-sede de região é também servir de exemplo e fomentar a consciência de colaboração, de coparticipação, nesses projetos que somam iniciativas particulares e públicas, em direção à geração de emprego e renda, ao desenvolvimento econômico empresarial e autônomo, para que todos entendam a força que têm, para crescer e ajudar o outro a crescer”, incentivou o prefeito de Araçatuba, Dilador Borges.