Publicado em 21 de novembro de 2019 às 10:26

Uma festa com a presença de milhares de pessoas na praça Rui Barbosa e uma missa afro marcaram a passagem do feriado do Dia da Consciência Negra em Araçatuba, nesta quarta-feira (20). Os dois eventos tiveram o objetivo de ressaltar a importância da colaboração cultural trazida ao continente americano pelos ex-escravos africanos e que está na raiz da formação da identidade brasileira.

Na praça, foi desenvolvida uma extensa programação como oficina de amarração de turbantes e de máscaras infantis e apresentações de músicas como maracatu e dança de capoeira. Grandes alegorias que remetem à Àfrica também foram montadas no local, com animais em tamanho real, como um elefante e uma girafa. Outros elementos também retrataram o homem e a mulher negros. Os visitantes também tiveram acesso a uma exposição sobre grandes personalidades negras da história do Brasil.

Na abertura oficial da festa, o prefeito Dilador Borges enfatizou a importância da data para toda a população brasileira e destacou “a irracionalidade de qualquer tipo de discriminação já que todos os seres humanos são iguais”. O mesmo tom foi adotado pela vice-prefeita Edna Flor e pela presidente da Câmara, Tieza Marques, em suas falas.

MISSA

O padre Edgar Souza Lima, que é nascido em Araçatuba, celebrou uma missa afro na sede da Associação Cultural Afro Brasileira de Araçatuba. O prefeito Dilador Borges e a presidente da Câmara, Tieza Marques representaram os poderes Executivo e Legislativo. O vereador Alceu Batista também esteve presente e fez parte do corpo de colaboradores.

Em sua fala, o padre realçou a importância de as novas gerações aprenderem sobre o passado e reforçarem seu valor humano por meio da afirmação de suas raízes.

O prefeito Dilador Borges disse que ambos os eventos foram uma aula de cidadania e de democracia. “Apesar de sermos todos iguais e irmãos, é importante que a gente tenha estes espaços de celebração cultural e de debate sobre o quanto nossa sociedade ainda precisa avançar para efetivar a plena igualdade de direitos”, destacou o prefeito.