Publicado em 12 de junho de 2018 às 15:05

Foi realizado na manhã deste sábado (9), a 2ª Expedição Baguaçu, que finalizou a Semana Municipal do Meio Ambiente de Araçatuba, organizada pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (SMMAS) e SAMAR (Soluções Ambientais de Araçatuba).

Participaram da expedição cerca de 120 pessoas, entre atiradores do Tiro de Guerra, Polícia Ambiental, Polícia Militar, Bombeiros, Guarda Municipal, escoteiros mirins, alunos das universidades UNIP e Unitoledo, e educadores ambientais.

Na solenidade de abertura da expedição, estiveram presentes o secretário de Meio Ambiente, Petrônio Pereira Lima, o presidente da Câmara Rivael Papinha, vereador Márcio Saito, que compõe a Comissão de Meio Ambiente da Câmara, e, representando a SAMAR, o jornalista Fernando Sávio.

O secretário de Meio Ambiente, Petrônio Pereira Lima, destacou a importância da Semana de Meio Ambiente para a cidade. ” Durante esta semana o atual governo trabalhou muito para mostrar ações efetivas que estamos realizando, entre elas a inauguração do Ecoponto e a coleta seletiva em 100% da cidade, que vai ao encontro do que a Organização das Nações Unidas alertou nesta semana, de que o mundo está sendo inundado por plástico. Portanto, esta atitude mostra que prefeito e vice estão atentos e sintonizados aos princípios ambientais necessários”.

A SAMAR, que é idealizadora do projeto e parceira da prefeitura, destacou, através do representante Fernando Sávio, que a criação da Expedição Baguaçu é resultado de muitas análises e discussões. ” O projeto nasceu após a realização de encontros para organizar ações de preservação e conscientização sobre a importância do Ribeirão Baguaçu, resultando no sucesso que vemos hoje”.

Nesta segunda expedição, o trecho cuidado fica entre o Parque Ecológico Baguaçu e a região do Conjunto Vicente Grosso, numa extensão de aproximadamente 3 mil metros. Com participação maior de pessoas, foi feita a coleta de 210 kg de lixo e material reciclável, entre sacos de lixo, garrafas pet, material plástico e pneus. Também foi realizado a conscientização da população do entorno da expedição. Estes resultados serão utilizados para traçar um diagnóstico completo das atuais condições do rio e definir ações de preservação da fauna e flora.