Publicado em 11 de maio de 2021 às 19:02

Em novembro de 2019, o Governador João Dória anunciou que Araçatuba teria o primeiro hospital veterinário público do Estado de São Paulo. Na tarde desta terça-feira (11), o compromisso se confirmou.

Araçatuba e Votuporanga receberam a assinatura de autorizo do Governo Estadual para a construção da clínica veterinária estadual do programa Meu Pet, cujas unidades realizarão atendimento regionalizado gratuito para animais domésticos.

“A pandemia aumentou ainda mais a necessidade de cuidados com os pets. É visível a necessidade de atendimento veterinário e até cirúrgico em algumas circunstâncias para os animais”, afirmou o Governador.

“Temos essa liderança que se confirma, com terreno e condições jurídicas de recebermos a estrutura e todos os equipamentos, providos totalmente pelo Governo Estadual, além de contribuir muito com as faculdades de medicina veterinária, para seus estágios, residências e aulas práticas, além do principal, que é cuidar dos animais que tanto amamos”, declarou o prefeito de Araçatuba, Dilador Borges.

No total, serão investidos R$ 10 milhões para construção e equipamentos somando as duas unidades. Os serviços gratuitos serão oferecidos para cães e gatos, como consultas veterinárias, cirurgias e exames de ultrassom, raio-x e endoscopia.

Cada clínica será construída em terrenos cedidos pelas respectivas Prefeituras, com uma estrutura de 480 m², e contará com salas cirúrgicas e equipamentos. Segundo o Governo Estadual, as obras devem ser concluídas até o final do ano. A posterior contratação de funcionários e o custeio das atividades assistenciais ficarão sob responsabilidade dos municípios.

O Programa Meu Pet é inédito no Estado de São Paulo e visa dar apoio a ações e serviços voltados à defesa e saúde dos animais domésticos, incluindo vacinação, castração e adoção responsável.

Segundo a Organização Mundial da Saúde Animal, 60% das doenças infecciosas humanas são zoonoses e 75% dos agentes patológicos que causam doenças nos seres humanos são de origem animal.

“Estas unidades simbolizam a importância de políticas de controle populacional dos animais, por meio da esterilização cirúrgica, da avaliação sanitária e da manutenção da saúde dos cães e gatos, o que irá refletir positivamente na redução dos casos de transmissão de doenças para humanos”, declara a coordenadora de Defesa e Saúde Animal da Secretaria de Estado da Saúde, Rebecca Politti.