Publicado em 12 de abril de 2017 às 10:40

Na sexta-feira (20), a Secretaria Municipal de Esporte, Lazer e Recreação levou as crianças do projeto Arca (Associação de Reinserção Social de Crianças e Adolescentes) para conhecer as dependências do ginásio de esportes Plácido Rocha, o “Vavá”.

Além de conhecerem as instalações do ginásio, as crianças tiveram a oportunidade de participar de atividades esportivas. Elas foram recepcionados pela treinadora da Secretaria de Esporte, Vera Lúcia Goetz, “Vera Pipoca”, que lhes apresentou o basquete. Elas também receberam medalhas como um ato simbólico.

O projeto Arca existe há 15 anos e hoje atende uma média de 100 crianças carentes e em situações de risco dos bairros São José, Águas Claras, Verde Parque e Porto Real. Além do esporte, o programa oferece informática, dança, recreação e capoeira. As crianças recebem, ainda, alimentação e são auxiliadas por educadores sociais. Há também acompanhamento psicológico e grupos de discussão com as famílias.

“O objetivo é pegar essas crianças em situações de vulnerabilidade e oferecer uma nova perspectiva de vida, para que elas não sigam o caminho da criminalidade”, segundo o monitor de capoeira, Victor Ferreira.

A educadora social Nayara Yokoo, que acompanha as crianças há quase um ano, conta que “é importante que as crianças, além de terem oportunidade de reinserção social, conheçam os espaços da cidade em que vivem”.

Amauri Teixeira, chefe de gabinete da Secretaria de Esporte, Lazer e Recreação e que estava presente para acompanhar as atividades com as crianças, comentou que a gestão do prefeito Dilador Borge tem como prioridade levar o esporte até os bairros onde residem esses jovens vulneráveis. “A secretaria já está se preparando e fazendo o levantamento necessário para que isso aconteça”, disse.