Publicado em 17 de abril de 2019 às 16:29

As secretarias Municipais de de Meio Ambiente e Sustentabilidade e de Turismo comunicam que, nesta quarta-feira (17), tomaram conhecimento de que vários trechos do Rio Tietê está ocorrendo uma superpopulação de algas que prejudicam a qualidade da água bruta do Rio.

A Companhia Ambiental do Estado de São Paulo recomendou previamente que a população evite o contato com a água. Fica portanto proibida temporariamente a pesca, banho ou mesmo beber a água do rio sem tratamento prévio. Devido ao problema, a Prefeitura, por recomendação da CETESB, instalou placas na Prainha Municipal informando a população de que é recomendado que não se entre na água neste período.