Publicado em 05 de maio de 2020 às 08:37

“Se não houver conscientização de que é necessário manter o isolamento social, não tem solução. Quanto mais rápido o perigo passar, mais rápido o comércio vai poder abrir”. Estas são as palavras da secretária de Saúde de Araçatuba, Carmem Silvia Guariente, durante reunião, na tarde desta segunda-feira (4), do comitê “Retoma Araçatuba”.

O grupo, que conta com líderes da indústria, comércio e representantes da Prefeitura de Araçatuba, foi criado na última quarta-feira (29) com o objetivo de avaliar o retorno gradual das atividades econômicas e demais segmentos do município pós-quarentena.

A reunião, que aconteceu por meio de videoconferência, foi mediada pelo secretário de Desenvolvimento Econômico e Relações do Trabalho, Marcelo Astolphi Mazzei. Os participantes foram unânimes no entendimento de que é necessária uma sensibilização da sociedade para a gravidade do problema da covid-19.

O prefeito Dilador Borges orientou os participantes do comitê a trabalharem em conjunto e com urgência. “Na Praça Getúlio Vargas, por exemplo, parece um piquenique nos finais de semana. São famílias, com cachorro, e tudo. A Prefeitura não tem poder de polícia para retirar as pessoas. O cidadão deve ter consciência”, afirmou o prefeito, que reforçou que é preciso cumprir o decreto estadual de quarentena.

URGÊNCIA

A gerente geral do escritório regional do Sebrae Araçatuba Silvia Alzira Abeid Furio afirmou que se faz urgente que seja intensificada a campanha para a mobilização da sociedade. Ela ponderou sobre os impactos econômicos para os médios e pequenos investidores, ressaltando que atualmente a criatividade é a melhor ferramenta para sobrevivência da empresa.

O presidente do Siran (Sindicato Rural da Alta Noroeste), Fábio Freixo Brancato destacou que todos os líderes de seus setores de atuação social devam se mobilizar para ajudar nesta sensibilização. Este foi o mesmo entendimento do diretor do Ciesp Alta Noroeste, Samir Nakad.

Também participaram da reunião Alair Orlando Barão, representando a Secretaria de Desenvolvimento Agroindustrial, e o professor Iveraldo dos Santos Dutra, da Faculdade de Medicina Veterinária da Unesp Araçatuba.