Publicado em 01 de setembro de 2017 às 15:20

A secretaria municipal de Saúde promoveu, na manhã de quinta-feira (31), mais uma reunião extraordinária do Comitê Institucional de Combate ao Aedes aegypti, no auditório do Paço Municipal. O comitê conta com representantes de todas as secretarias municipais que se reúnem a cada dois meses para discutir estratégias de combate as doenças causadas pelo mosquito Aedes aegypti.

Entre os assuntos discutidos na reunião, estava a implantação de mapas de monitoramentos  e manutenção dos criadouros do mosquito Aedes nos prédios públicos, como a sede das secretarias e as escolas municipais. A manutenção tem sido feita pelos funcionários das secretarias municipais. O objetivo é incentivar e reafirmar a importância do monitoramento Mapa de Risco Todos Contra o Aedes, com os secretários municipais e diretores das secretarias.

O comitê agendou uma visita ao Centro de Controle de Zoonoses, para tratar sobre as podas de árvores, manejo ambiental do material orgânico em decomposição para controle do mosquito vetor da leishmaniose.

Foi discutido também que nas visitas ao Parque da Fazenda, sede da secretaria municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade, os funcionários deverão orientar os visitantes quanto aos perigos das doenças transmitidas pelo mosquito (febre amarela, dengue, chikungunya) e também a usar repelente quando forem visitar o Parque.

A secretária municipal de Saúde Carmem Guariente falou aos membros do comitê sobre a importância da manutenção nos prédios públicos. “Estamos em luta. Temos que cuidar primeiro da nossa casa que são os prédios públicos. A partir do nosso exemplo, vamos começar a mudar o hábito das pessoas. Precisamos de todas as secretarias municipais trabalhando junto com a secretaria de Saúde”, explicou Carmem.