Publicado em 31 de agosto de 2022 às 11:40
O Teatro Municipal Paulo Alcides Jorge recebe neste sábado (3), às 19h, o espetáculo “A Obra”, da Cia. Naniko’s Cirkus. A ação acontece através do programa Circuito SP, sob gestão da Amigos da Arte e da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo.

A Obra é um espetáculo de variedades circenses que tem como pano de fundo um canteiro de obras, onde três artistas transformam situações cotidianas de uma construção civil em números de acrobacias, equilíbrio, mímica, música, mágica e palhaçaria. Objetos como carretéis, serrotes, sacos de areia, carrinho de mão e escada são utilizados de forma inusitada e lúdica em cenas de comédia e romance.

Fazem parte do elenco Hernani Albuquerque, Luiza Bernat e Danilo Perez. A direção ficou por conta de Marcelo Lujan (ARG). A cenografia é de Hernani Albuquerque e o figurino e adereços foram trabalhados por Rosângela Maria. A fotografia é de André Fontes e a sonoplastia de Cristiano Oliveira. Felipe Junqueira foi o responsável pela produção.

A entrada será gratuita e livre para todos os públicos, sem retirada prévia de ingressos.

Sobre o programa

O CircuitoSP é um programa da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, gerido pela Amigos da Arte, que promove a difusão artístico-cultural descentralizada no estado de São Paulo, por meio da circulação de apresentações e ações formativas de artistas e grupos com comprovada relevância em municípios de todas as macrorregiões, com portes populacionais e econômicos diversificados, em parceria com prefeituras municipais.

Os 120 municípios parceiros de 2022, selecionados através do programa Juntos Pela Cultura, receberão quatro espetáculos no segundo semestre, de forma a diversificar a oferta cultural nas regiões e compor programação artística de qualidade, valorizando teatros, centros culturais e espaços alternativos locais. Somente no Circuito SP são R$ 6,7 milhões investidos pelo Governo do Estado de São Paulo em todas as regiões, viabilizando 480 atividades culturais.

O CircuitoSP fortalece ainda as ações formativas, nas quais os artistas escalados podem trocar experiências e conteúdos com alunos de escolas públicas, ONGs, outros espaços de formação e aprendizado e o público em geral depois dos espetáculos.