Publicado em 22 de junho de 2017 às 09:26

Na manhã desta quarta-feira (24), a Prefeitura de Araçatuba, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS), promoveu café da manhã em comemoração aos sete anos do Centro de Referência da Mulher (CRM). Inaugurado em 24 de maio de 2010, o Centro leva o nome de Josymary Aparecida Carranza, assistente social que foi assassinada pelo marido em 1986.

O café da manhã teve a presença da vice-prefeita Edna Flor, da secretária de Assistência Social Maria Cristina Domingues e colaboradores do CRM. As assistidas fizeram ginástica, apreciaram boa música e ganharam uma lembrança para marcar a data.

Uma usuária do CRM fez questão de se pronunciar sobre a importância que Centro teve em sua vida. “Eu morava aqui perto do CRM, mas nunca tive a coragem de entrar e solicitar ajuda, até que certo dia eu passei a frequentar e estou aqui até hoje. Agradeço muito a equipe do CRM que me receberam com sorriso no rosto e com forte abraço”, declarou.

A vice-prefeita Edna Flor destacou a importância do Centro e parabenizou a equipe que dedica seu trabalho para ajudar as mulheres que ali vão. “Queremos fortalecer e somar no que precisar, vou me dedicar para poder vir mais vezes aqui”, destacou Edna Flor.

A secretária de Assistência Social Maria Cristina parabenizou a todas as assistidas do Centro pela coragem e fibra de buscar ajuda e lutar pela liberdade da vida. “Vamos comemorar para dar continuidade ao serviço”, completou Maria Cristina.

Para completar a vice Edna Flor passou a seguinte mensagem. “Hoje queremos falar que é possível superar a dor e o sofrimento. É preciso seguir em frente”, disse ela.

CRM

O Centro de Referência da Mulher (CRM) Josymary Aparecida Carranza foi criado em Araçatuba em 2010, com o objetivo de acolher mulheres vítimas de violência e contribuir para que elas conquistem a autossuficiência e resgatem a autoestima. Localizado na rua Chiquita Fernandes, 615, no Jardim Bandeiras. Atualmente, 70 referenciadas são acompanhadas pelo Centro, que funciona das 8h às 17h.

Entre os serviços ofertados estão acolhimento, atendimento socioassistencial, atendimento psicológico e orientação jurídica. Ainda há oficinas de reflexão e encaminhamentos para outros programas da Rede de Proteção Social. Também fazem parte do trabalho do CRM visitas domiciliares, palestras de divulgação e contatos interinstitucionais, entre outras ações.