Publicado em 26 de junho de 2019 às 08:56

O CAEMA (Centro de Apoio Educacional Especializado e Multidisciplinar) de Araçatuba completa um ano de existência em 29 e junho, mas comemorou nesta terça-feira (25), com alunos, familiares, equipes das secretarias municipais de Educação e de Saúde, além da presença da vice-prefeita de Araçatuba, Edna Flor.

A comemoração teve atividades de teatro, contação de história, pintura facial e pula-pula, além de pipoca, algodão-doce, cachorro quente, refrigerante e bolo de aniversário.

O CAEMA já atendeu diretamente 433 crianças, sendo que, deste total, 222 atendimentos permanecem ativos, nas áreas de fonoaudiologia, psicologia e pedagogia.

Além dos atendimentos diretos, o CAEMA coordena os atendimentos educacionais especializados, que ocorrem nas salas de recursos multifuncionais instaladas nas escolas e que contam com professores especialistas, o que totaliza 420 crianças atendidas continuamente no ano de 2019.

Outra vertente do CAEMA é o de estudos de caso com equipe multiprofissional, o que possibilita, após o fechamento do estudo do caso de cada criança, dar o direcionamento assertivo para o atendimento necessário, que pode ser no próprio CAEMA, nas salas de recursos das escolas, no CAPs I, quando se tratar de transtorno psicoemocional ou ainda para entidades conveniadas, dentre as quais, destacam-se o Centro de Especialidades e Reabilitação (CER II da APAE), que oferece atendimentos nas áreas de fonoaudiologia, psicologia pedagogia, fisioterapia, terapia educacional, neurologia e psiquiatria; e a AMA que oferece atendimento terapêutico para os autistas.

Hoje o CAEMA já atua na capacidade máxima e o grande ganho trazido foi a articulação de ações para direcionar a criança para o tipo de atendimento adequado a necessidade que ela apresenta, otimizando o fluxo.

Outro foco de atuação do CAEMA é a formação dos profissionais que atuam com as crianças com necessidades especiais, já tendo totalizado 12 horas de formação para os 189 cuidadores da rede; 112 horas de formação para os 17 professores especialistas; além de outras 57 horas de formação destinadas aos profissionais que atuam no CAEMA, bem como para os professores do ensino regular.

O trabalho com alunos com altas habilidades conta hoje com 11 crianças que semanalmente participam de oficinas que favorecem o desenvolvimento das diversas habilidades.

Está previsto para iniciar em agosto um grupo de pais, com o objetivo de oferecer apoio e orientações aos pais das crianças atendidas no CAEMA.