Publicado em 02 de fevereiro de 2022 às 19:22

A Prefeitura de Araçatuba, através da Secretaria Municipal de Educação, torna pública a obrigatoriedade do retorno presencial às aulas para 100% dos alunos da Rede Municipal de Ensino, a partir do próximo dia 7 de fevereiro (segunda-feira).

As aulas retornam conforme previsto no calendário escolar, mantendo protocolos sanitários rígidos. A volta é para 100% dos alunos, exceção apenas para os que tiverem recomendação médica em contrário. A Rede Municipal de Ensino é dotada de 68 unidades escolares e atende ao total de 16.779 alunos.

No tocante às escolas particulares, cada rede tem autonomia para organizar o seu retorno às aulas, exceto pelos protocolos sanitários que precisam ser seguidos por todas as instituições. No atual momento, não há nenhuma legislação que restringe a presença da totalidade dos alunos na escola.

Para o caso dos pais que estão receosos de mandarem seus filhos para a escola, a orientação é de se ressaltar a importância da escola no desenvolvimento intelectual, emocional e social das crianças.

As escolas são ambientes seguros e estão dotadas de todos os insumos e orientações necessárias para minimizar os riscos de contágio. “A pandemia exige responsabilidade de cada um de nós, por isso é muito importante que ao apresentar sintomas gripais ou ter contato próximo com caso de Covid-19, tanto alunos quanto profissionais não compareçam a escola. Outro fator importante é que os pais cujas crianças se enquadram na idade com vacinação disponível levem seus filhos para receberem o imunizante”, destaca a Secretária Municipal de Educação, Silvana de Sousa E Souza.

Dentre os protocolos a serem seguidos, destacam-se: o uso obrigatório de máscara para as crianças acima de 3 anos, exceção apenas para os casos previstos em lei; higienização constante das mãos; distanciamento mínimo de 1 metro nos momentos das refeições; afastamentos dos casos de suspeitos e das pessoas que tiverem contato próximo com caso de Covid-19; suspensão temporária dos banhos coletivos; organização da rotina escolar de modo a evitar o contato entre alunos de diferentes turmas; e higienização constante dos ambientes.

Sobre a exigência de vacinação aos alunos, a secretária esclarece que o acesso à educação é direito da criança e, neste sentido, ela poderá voltar às aulas independente de ter sido vacinada. Haverá ações de conscientização aos pais sobre a importância de levarem seus filhos para serem vacinados.