Publicado em 12 de março de 2018 às 11:48

Araçatuba fará parte do Internet Para Todos, que é um programa do governo federal que tem o objetivo de garantir conectividade a milhares de localidades que não contam com acesso à internet de banda larga. O anúncio foi feito no final da manhã deste sábado durante encontro entre o prefeito Dilador Borges e o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) Gilberto Kassab, no Paço Municipal. O termo de adesão será assinado nesta segunda-feira, em Brasília, junto com outros 540 municípios.

A intenção da administração municipal é implementar o programa em regiões periféricas. O programa vai oferecer conexão a preços reduzidos em pacotes de uma hora ou o mês inteiro no valor máximo de um terço do que é cobrado pelas empresas de telefonia e banda larga. O governo federal calcula que o preço médio chegue a R$ 12 no pacote mensal em uma velocidade de até 25 megas.

Para facilitar o acesso, as antenas poderão ser instaladas até em mercarias de bairro. Neste local, os interessados poderão comprar o pacote que lhe interessar. Assim, receberá uma senha e um nome de usuário para ter acesso à internet.

O secretário de Desenvolvimento Econômico e Relações do Trabalho, Erick Carneiro, explicou que o programa beneficia, principalmente, pessoas como os estudantes que não têm internet em casa e que precisam andar até 10 quilômetros para fazer uma pesquisa. “Estamos iniciando uma nova era de democratização da informação”, destacou o secretário.

O prefeito Dilador Borges enfatizou que o programa é muito importante para Araçatuba, pois as antenas poderão ser colocadas, ainda, em bairros em que já existe o sinal de internet, mas que este seja fraco. “Abre a livre concorrência e até mesmo obriga as empresas de internet a melhorar o sinal. Vamos levar internet aos distritos, às escolas e às unidades de saúde. A comunicação é fundamental, hoje, em um mundo globalizado”, destacou o prefeito.

A Prefeitura de Araçatuba, que já tem um programa próprio de acesso gratuito de internet em praças e outros espaços de uso público, quer garantir, por meio da parceria com este programa do governo federal, que as pessoas possam acessar a internet também em suas casas.

Segundo o ministro Gilberto Kassab, a parceria é um dos maiores investimentos do governo do presidente Michel Temer. “São R$ 3 bilhões que estão sendo investidos no programa do satélite e que vai permitir levar conectividade a todos os locais do Brasil”

As conexões do programa Internet para Todos são feitas por meio do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas, que está em órbita desde maio de 2017 e tem previsão de 18 anos de vida útil.

Primeiro satélite geoestacionário brasileiro de uso civil e militar, o equipamento possibilita convênios com as prefeituras para acesso à internet, monitoramento das fronteiras pelo Ministério da Defesa e banda larga em escolas públicas e hospitais.