Publicado em 12 de setembro de 2018 às 10:32

Uma parceria entre a Secretaria Municipal de Cultura (SMC) de Araçatuba e a Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo realizará, nos dias 14, 15 e 16 de setembro, a Jornada do Patrimônio Paulista 2018, evento que visa valorizar a história do município, aproximar o público de patrimônios históricos e culturais e valorizar o potencial turístico por meio de visitas guiadas a patrimônios edificados e roteiro de passeios e atividades pela cidade.

De responsabilidade da Unidade de Preservação do Patrimônio Histórico (UPPH), a Jornada do Patrimônio Paulista teve um projeto piloto em 2017, com participação de 15 municípios do estado. Cada um dos 42 municípios participantes deste ano é livre para organizar a programação.

Uma das atrações é acontece no dia 14, sexta-feira, nos períodos da manhã (8h) e tarde (14h), em que18 ônibus, com alunos da educação municipal e estadual, percorrerão um trajeto onde estão localizados os principais prédios históricos da cidade. Em cada um desses prédios, pelo menos dois guias turísticos farão explanações a respeito da sua importância histórica.

A secretária da SMC, Tieza Lemos Marques, descreve o processo de escolha dos patrimônios históricos. “Levamos em conta três fatores: importância histórica, tempo disponível e logística. Foram identificados 18 de 65 prédios considerados históricos. Acabamos definindo um percurso um pouco restrito em razão do horário, que deve coincidir com o escolar. Os ônibus passarão por esses locais. Um monitor entrará no ônibus e discorrerá sobre o prédio em questão, não sendo possível a visitação”.

 

“A reverência ao passado deve estar na raiz da cultura de qualquer sociedade e o respeito aos seus símbolos deve ser cultivado. São manifestações únicas, expressões de nossa cultura plantadas pelos que nos antecederam. Precisamos valorizar e proteger essas representações senão a história se perderá”.

 

A Jornada é de realização da Secretaria de Estado da Cultura em parceria com a Prefeitura Municipal de Araçatuba, através das secretarias municipais de Cultura, de Governo, de Educação, de Esporte, Lazer e Recreação, de Mobilidade Urbana, de Segurança e de Turismo. Também é correalizadora a Diretoria Regional de Ensino de Araçatuba.

 

CITYTOUR

Os locais a serem percorridos durante o Citytour são: Centro Cultural Ferroviário (antiga Oficina de Locomotivas) – tombado Condephaat; Vila Ferroviária: 24 residências + 6 residências; Vila Ferroviária: Museu Ferroviário – fachada tombada; Vila Ferroviária: Musicam – Museu do Som, da Imagem e da Comunicação “Alcides Mazzini”; Vila Ferroviária: Museu Histórico e Pedagógico “Marechal Cândido Rondon” – tombado Condephaat;Vila Ferroviária: Caixa D`Água NOB (Av. Araçás x Fund. Vicente Franco);Vila Ferroviária: Praça do Relógio (Terminal Urbano);Vila Ferroviária: Plataforma de embarque;Hospital da Estrada (atual Pronto Socorro Municipal);Casa da Fanfarra Municipal (sobradinho da rua Rosa Cury);Casa da Cultura “Adelino Brandão” (sede da Secretaria Municipal de Cultura) – tombamento municipal;MAAP – Museu Araçatubense de Artes Plásticas (Casa da Cultura) – tombamento municipal;Teatro Municipal “Castro Alves” (Casa da Cultura) – tombamento municipal;Praça São Joaquim;Sede da Acrepom (primeiro Cemitério de Araçatuba);CATI – Posto de Sementes (início da Avenida Mário Covas);Cobrac – Centro Comercial (Avenida Mário Covas);Capelinha de Santo Onofre (Avenida Mário Covas); Basical (barracões); Santuário São João Batista e São Judas Tadeu; Praça São João; Cine São João / Teatro São João; Templo Budista Hongwanji (Rua Fernando Costa); Templo Budista Nambei Honganji (Rua Santos Dumont); Escola José Cândido (Rua Rintaro Takahashi); Centro Cultural Nipo Brasileiro; IE Manoel Bento da Cruz; Escola Leonísia de Castro (principalmente a calçada); Colégio Nossa Senhora Aparecida; Escola Cristiano Olsen (primeira escola estadual) e Praça Rui Barbosa.

 

PROGRAMAÇÃO

JORNADA DO PATRIMÔNIO PAULISTA 2018

 

  1. Identificação dos prédios considerados históricos
  2. Em cada um dos prédios será colocada uma bandeira alaranjada para representar que ali há um imóvel considerado importante para a Memória Histórica de nossa cidade;
  3. Na noite do dia 15 para o dia 16 de setembro, ao menos uma luz deverá ficar acesa, durante toda a noite, nesses prédios.

 

  1. Citytour histórico

No dia 14 (sexta-feira), nos períodos da manhã (8h) e tarde (14h), 18 ônibus, com alunos da educação municipal e estadual, percorrerão um trajeto onde estão localizados os principais prédios históricos da cidade. Em cada um desses prédios, pelo menos 2 guias turísticos farão explanações a respeito da sua importância histórica.

 

  1. Semana de sensibilização sobre a importância do patrimônio material e imaterial de nossa cidade
  2. alunos da rede municipal de ensino: ao longo da semana (11 a 14 de setembro), o tema será trabalhado com os alunos, nas disciplinas afins e as quintas séries farão desenhos sobre os prédios históricos que escolherem, numa lista de 64 imóveis. Os 70 melhores desenhos farão parte de uma exposição que acontecerá na praça Rui Barbosa, nos dias 15 e 16 de setembro.
  3. alunos da rede estadual de ensino: ao longo da semana (11 a 14 de setembro), o tema será trabalhado por todas as disciplinas afins e os alunos das diversas séries farão fotos com o celular, dos prédios históricos que escolherem, numa lista de 64 imóveis. As 70 fotos selecionadas, serão impressas em preto e branco, em papel sulfite A4; ganharão um paspatour e farão parte de um exposição, que acontecerá na praça Rui Barbosa, nos dias 15 e 16 de setembro.
  4. nossa cidade tem como um dos patrimônios imateriais o “cupim casqueirado”. Um prato típico de nossa gastronomia, que consiste em assar na churrasqueira um cupim de boi, que será casqueirado e servido com mandioca cozida, arroz, farofa e molho. Todos os restaurantes onde esse prato típico é servido, exibirá, ao longo da semana, um banner com a logo da Jornada e os dizeres: aqui tem patrimônio histórico; aqui tem cupim casqueirado; cumpim casqueirado é patrimônio histórico.

 

  1. Exposição de fotos, desenhos e acervo museológico

Na praça Rui Barbosa – a principal de nossa cidade – haverá uma exposição dos desenhos e fotos (já observada no item 3, a e b) que serão dispostos em varais por toda a praça. No coreto, será montado uma exposição com parte do acervo dos 3 museus  (Ferroviário, da Imagem e Som, Histórico e Pedagógico). Essa atividade será realizada do dia 15 de setembro, das 9 h até o dia 16 de setembro às 22h.

 

  1. O esporte homenageia o patrimônio histórico

Na nossa vila ferroviária (condomínio de imóveis residenciais, ocupados por entidades), uma das ruas mais movimentadas será interditada para realização de uma partida de vôlei da terceira idade. O objetivo é chamar a atenção da comunidade para os temas: patrimônio histórico e cuidado com a parte física para um envelhecimento saudável.

 

  1. A música homenageia o patrimônio histórico

No dia 16 de setembro, domingo, às 20h, para encerrar a nossa Jornada do Patrimônio Paulista 2018, teremos na praça Rui Barbosa duas apresentações musicais: o Taiko, que reúne vários instrumentos de percussão, principalmente tambores; e a Banda Municipal Bruno Zago.

 

  1. Comunicação e patrimônio

O site da prefeitura exibirá na sua bandeira, a logomarca da Jornada do Patrimônio Histórico, ao longo desta semana. Todas as autoridades e entidades mais representativas serão convidadas a prestigiar as atividades e participar dos eventos de encerramento, no domingo, dia 16, às 20h.

 

  1. Os 10 prédios históricos mais importantes para Araçatuba

No dia 16 de setembro, às 20h30, durante as atividades culturais na Praça Rui Barbosa, será lançada, no site da prefeitura, uma enquete onde toda a população poderá votar nos 10 prédios históricos que Araçatuba considera os mais importantes. O prefeito Dilador Borges será o primeiro a votar (informação a confirmar).