Publicado em 08 de abril de 2021 às 18:02

Em virtude do elevado aumento de pessoas infectadas, alta taxa de ocupação de leitos hospitalares e elevado número de óbitos pela pandemia da COVID-19 que assola o país, a Prefeitura Municipal de Araçatuba solicitou o apoio em desinfecção e sanitização nos espaços públicos e de circulação, disponibilizado pelo Exercito Brasileiro, visando garantir, preservar e melhorar as condições sanitárias no município e em prol da população.

Nesta quinta-feira (8), militares do 37º BIL (Batalhão de Infantaria Leve) de Lins-SP, Batalhão “General Silvino Castor da Nóbrega”, realizaram ações de desinfecção e sanitização no Pronto Socorro Municipal Aida Vanzo Dolce e nas UBS (Unidades Básicas de Saúde) dos bairros Pedro Perri, Planalto e Umuarama. A operação foi coordenada pelo comandante do 37º BIL, Tenente Coronel Fábio Rodrigo de Assis, acompanhado do Capitão Maurício Sousa Gomes de Oliveira, chefe da Agência de Comunicação Social do Batalhão.

Os militares do 37º BIL estiveram devidamente trajados e equipados,realizando aplicação dos produtos nas áreas e equipamentos comuns dispostos nos locais, garantindo maior segurança à saúde dos cidadãos. Esses militares do Batalhão, integrantes da Turma de Desinfecção, possuem os conhecimentos necessários sobre a COVID-19, a utilização, a equipagem e a “desequipagem” de material de proteção nível “C” e seus acessórios, descontaminação de instalações, veículos e materiais e, também, a montagem de posto de descontaminação.

O processo de descontaminação é dividido em 3 etapas: aplicação de solução desinfetante (hipoclorito), seguida de aplicação de água e, finalmente, aplicação de solução de álcool a 70% nos locais de uso coletivo. A viatura empregada em apoio à Operação COVID-19 é devidamente higienizada e desinfetada ao retornar à sede do Batalhão.

A ação do 37º BIL em Araçatuba foi realizada em colaboração com o Comando Conjunto Sudeste (CCSE), no apoio ao Governo Estadual e aos Governos Municipais do Estado de São Paulo, referente à Operação COVID-19.

As desinfecções integram a Operação Covid-19, do Ministério da Defesa. Instituída pela Diretriz Ministerial nº 6, de 18 de março de 2020, a operação ativou dez Comandos Conjuntos em apoio aos órgãos de Saúde e de Segurança Pública no combate ao novo coronavírus.

Os Comandos Conjuntos têm como objetivos: apoiar os órgãos de Segurança Pública no controle de acesso às fronteiras; empregar os meios de Defesa Biológica, Nuclear, Química e Radiológica (DBNQR) para descontaminação de material; empregar pessoal militar e servidores civis em campanhas de conscientização; apoiar com meios de transporte, fornecimento de alimentação e alojamento para as equipes envolvidas; estabelecer ligações com os órgãos estaduais responsáveis pelas ações sanitárias; e apoiar a triagem de pessoas com suspeitas de infecção para posterior encaminhamento aos hospitais.

No Estado de São Paulo, o CCSE é formado pelo Comando do 8º Distrito Naval (Marinha do Brasil), Comando Militar do Sudeste (Exército Brasileiro) e Comando-Geral de Apoio (Força Aérea Brasileira).

O 37º Batalhão de Infantaria Leve, Batalhão “General Silvino Castor da Nóbrega”, integrante da 11ª Brigada de Infantaria Leve (Força Anhanguera), coopera com diversos órgãos e agências governamentais nas áreas de Saúde e da Segurança Pública, nas esferas federal, estadual e municipal, na busca incessante para a prevenção e o controle da COVID-19 em sua área de atuação e responsabilidade, dentro da legitimidade e legalidade.

O Batalhão se faz presente e solidário, preservando a saúde dos militares e de seus familiares. O 37º BIL trabalha na busca incansável do equilíbrio entre a capacidade operacional e a higidez da tropa, seguindo o que prescreve o Protocolo de Manejo Clínico do Coronavírus (COVID-19), orientado pelo Ministério da Saúde e norteia suas ações baseada nos pilares basilares do Exército Brasileiro, a hierarquia e a disciplina.