Publicado em 12 de abril de 2017 às 13:56

A vice-prefeita Edna Flor proferiu, nesta sexta-feira (17), palestra a respeito de projetos de saúde e inserção digna da mulher na sociedade. A atividade ocorreu no Teatro Municipal Paulo Alcides Jorge e fez parte de um conjunto de ações preparatórias para a 2ª Conferência Nacional de Saúde das Mulheres, que está prevista para acontecer no segundo semestre de 2017, em Brasília. Até esta data, os órgãos correspondentes de saúde e atenção básica aos direitos das mulheres deverão elaborar propostas para fornecer diretrizes para a Política Nacional de Atenção Integral à Saúde das Mulheres.

Edna Flor ressaltou a necessidade de união entre as principais áreas do governo municipal que dão assistência para que elas possam promover os direitos das mulheres. “Os setores que envolvem a saúde e a assistência social são responsáveis por ser a ‘mão amiga’ quando a mulher mais precisa. Um trabalho complementa o outro”, explicou Edna.

De acordo com o presidente do Conselho Municipal de Saúde (COMUS), Ricardo Ferrari Machado, as ações de promoção e valorização das mulheres refletem diretamente no andamento de uma sociedade inteira. “É preciso combater a imposição do pensamento machista e preconceituoso e reforçar as políticas públicas de acesso à vida digna, saudável e social das mulheres, principalmente às que têm menos oportunidades”, enfatizou Machado.

Durante a apresentação dos projetos discutidos entre os representantes de entidades que participaram da oficina, foram especificados quatro eixos de trabalho: o papel do Estado no desenvolvimento socioeconômico e ambiental e seus reflexos na saúde das mulheres; ações de valorização da mulher no ambiente de trabalho, políticas públicas para as mulheres e participação social efetiva da comunidade feminina.

Participaram do encontro, a secretária municipal de Saúde, Carmen Silvia Guariente; a representante da Diretoria Regional de Saúde II (DRS II), Alexandra Zamprônio; o presidente do Conselho Municipal de Saúde (COMUS), Ricardo Ferrari Machado, além de representantes das secretarias de Saúde e Assistência Social.

A equipe do Núcleo de Educação e Saúde (NES) recepcionou os convidados com um estande de orientação a respeito de doenças causadas pelo mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças como dengue, chickungunya, zika vírus e febre amarela.