Publicado em 24 de novembro de 2021 às 16:05

A secretária de Cultura, Tieza Lemos Marques, informou nesta quarta-feira (24) que Araçatuba não fará carnaval de rua, com trio ou apresentação de escolas de samba. A decisão se deu após reunião com o prefeito e uma comissão de saúde, que ponderaram que Araçatuba está avançando positivamente no combate à covid-19, mas que não é o momento de o setor público organizar eventos que vão na contramão do bom senso.

Segundo o prefeito Dilador Borges, por ser um evento público, podemos pensar melhor e ponderar. “O carnaval de Araçatuba é um evento importante. Todos os anos a Cultura possibilita que a população tenha acesso ao carnaval de rua. Mas sou uma pessoa que defende a ciência e ouve os profissionais da saúde, por esse motivo, e por ser um evento público, foi decidido que é melhor fazer algo em um formato mais seguro”, ponderou.

Para a data não passar sem nenhuma atividade, a Secretaria de Cultura optou por fazer duas atividades, sendo uma exposição de carnaval, composta por fantasias, adereços, peças de vestuário daqueles que fizeram a história do carnaval de Araçatuba, fotos, filmes, vídeos, música e o que mais compõe essa festa brasileira, e o 1º Concurso Nacional de Marchinhas de Carnaval de Araçatuba, cujo edital será lançado na primeira quinzena de dezembro e as inscrições até 20 de fevereiro, com premiação aos cinco primeiros colocados.

A secretária de Cultura, Tieza, destacou que o carnaval é a maior festa popular brasileira e que não poderia deixar de comemorar. “O carnaval é uma festa multicultural, que se apropria de uma infinidade de aspectos que formam a identidade do Brasil e dos brasileiros. Uma festa que reúne pessoas de todas as classes sociais; que, via de regra, é aberta ao público, daí ter nascido como festa de rua, justamente para possibilitar a participação de toda a comunidade e o exercício da liberdade, porém, diante do que passamos nos últimos dois anos, não podemos correr o risco de prejudicar a saúde. Apesar disso, de alguma forma, vamos marcar essa data tão especial com exposição e concurso de marchinhas”, explicou.