Publicado em 26 de setembro de 2022 às 15:05

A Prefeitura de Araçatuba está investindo na melhoria da merenda escolar que é servida para mais de 17,2 mil estudantes das 68 escolas municipais. O benefício será estendido também aos alunos da EJA (Educação de Jovens e Adultos). Além de maior equilíbrio e enriquecimento nutricional, a oferta de alimento também será maior. Em datas especiais, como Dia das Crianças, por exemplo, serão servidos pratos diferenciados.

O investimento total é de R$ 20 milhões em um novo contrato de fornecimento que começou a vigorar nesta segunda-feira (26).
A secretária de Educação de Araçatuba, Silvana Sousa e Souza, afirmou que a administração sabe da importância de uma alimentação equilibrada para o desenvolvimento das crianças, por isso está fazendo o investimento.

“Elas já tinham uma merenda de qualidade e agora serão mais bem servidas e equilibradas. A atual administração tem feito um esforço contínuo de melhoria dos serviços prestados e tem tido, com a educação, um cuidado especial. O prefeito Dilador Borges sempre destaca que a educação tem que ser prioridade”, destaca a secretária Silvana.

A nutricionista do Setor de Alimentação Escolar da Secretaria Municipal de Educação, Cássia Batista Moreira Santos, explica ainda que as crianças menores de um ano passarão a receber fórmula infantil, que é uma substituta do leite materno e mais indicada para esta faixa etária. As mães que amamentam e desejarem fornecer o leite materno também têm este direito.

Os estudantes que frequentam as escolas fundamentais de tempo integral receberão um jantar ao invés do lanche da tarde, além do desjejum, uma refeição intermediária e almoço. Esta alteração possibilita um aumento no valor calórico que estes alunos receberão durante o tempo que estiverem no ambiente escolar.

“Novos alimentos e novas preparações foram incluídas nos cardápios, como manteiga, suco de uva integral, queijo minas, queijo mussarela, torta de tapioca e uma maior variedade de frutas e vegetais. As quantidades per capita dos alimentos foram readequadas, o que proporcionará aos alunos um aporte nutricional mais adequado”, destaca Cássia.