Publicado em 19 de setembro de 2022 às 15:35

Araçatuba está em primeiro lugar no Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) de 2021 entre os municípios sede de região no Estado de São Paulo. As escolas de Ensino Fundamental araçatubenses atingiram a nota 6,9 na avaliação que foi divulgada nesta sexta-feira (16) pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira). Na segunda colocação está São José dos Campos, com nota 6,7. A terceira posição é ocupada por Marília, com, 6,5. A média nacional foi de 5,5. A estadual, 6,1.

Araçatuba tem 9.341 alunos na fase escolar avaliada. Eles são atendidos em 27 escolas mantidas pela prefeitura local. O índice varia de 0 a 10 e reúne, em um só indicador, os resultados de dois conceitos igualmente importantes para a qualidade da educação: o fluxo escolar e as médias de desempenho nas avaliações. Ele é calculado a partir dos dados sobre aprovação escolar, obtidos no Censo Escolar, e das médias de desempenho no Saeb (Sistema de Avaliação da Educação Básica).

A secretária de Educação de Araçatuba, Silvana Sousa e Souza, afirmou que o resultado foi recebido com grande satisfação por parte da equipe pedagógica. Ela destaca que a pandemia afetou a média em todo o País por causa da necessidade de introdução das aulas online, mas mesmo assim o município manteve a mesma nota de 2019.

“Consideramos isso um grande feito, uma vez que fizemos um grande esforço para atender às demandas dos nossos alunos neste momento excepcional. E agora vemos que estivemos trilhando o caminho certo. O trabalho da Prefeitura foi suficiente para a manutenção da qualidade da educação oferecida em nossas escolas. Mais do que uma posição no ranking, o que nos alegra é saber que nossas crianças estão aprendendo com qualidade, que é o nosso grande objetivo”, disse a secretária.

O prefeito de Araçatuba, Dilador Borges também destacou o fato de Araçatuba ter mantido a qualidade do ensino mesmo com a pandemia. Ele enfatizou que, desde o início, foi criado um grupo multidisciplinar para traçar planos que garantissem acesso de todas as crianças ao ensino.

“A educação é muito importante e não pode aceitar improvisos. Capacitamos nossos professores, levamos meios para as crianças acessarem as aulas de suas casas. Nossa administração sempre entendeu a importância do ensino para a construção de uma sociedade mais justa e perfeita”, disse Dilador.