Publicado em 12 de abril de 2017 às 15:17

A Prefeitura de Araçatuba pretende fazer parte do projeto “Vida, dê Preferência”, que faz parte do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito, que é um projeto do Governo do Estado de São Paulo. O objetivo é reduzir pela metade o número de óbitos no trânsito até 2020. O prefeito Dilador Borges assinou, nesta terça-feira (21), no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo, o protocolo de intenção em participar da ação.

Nas próximas semanas, Araçatuba pretende assinar um convênio para fazer parte efetivamente do programa. Por meio deste acordo, o Estado pretende fornecer auxílio para a estruturação da gestão da segurança viária nos municípios selecionados e dar apoio financeiro para a realização de ações para reduzir mortes no trânsito.

Com o início da parceria serão realizadas visitas de diagnóstico e construídos planos de ação contendo medidas preventivas e de melhorias com relação à infraestrutura, fiscalização e conscientização. Além disso, é proposta a criação de um Comitê de Segurança de Trânsito, com representantes dos órgãos e setores com atuações relacionadas ao tema (Polícias Militar e Civil; Setores de Engenharia de Tráfego, Fiscalização e Educação para o Trânsito; Unidades de Saúde e Hospitais; SAMU; Corpo de Bombeiros; Detran.SP; DER e Concessionárias Rodoviárias) com o objetivo de promover análises e levantamentos de causas e soluções para a redução de acidentes e óbitos nos municípios.

Ao assinar o protocolo de intenção, o prefeito Dilador Borges ressaltou que esta parceria será muito importante para o município, uma vez que ele tem uma grande preocupação com a violência no trânsito em Araçatuba. “Temos que fazer um investimento em massa em educação e nas vias para tornar nossas ruas mais seguras. A Prefeitura já tem feito, neste ano, todo o mapeamento da nossa sinalização e tem feito as melhorias necessárias dentro das nossas possibilidades. Agora, participando deste programa, poderemos avançar ainda mais”, destacou o prefeito.

ESTATÍSTICAS

Segundo o Infosiga-SP  (Sistema de Informações Gerenciais de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo), ferramenta técnica que contabiliza e divulga mensalmente os óbitos decorrentes de acidentes de trânsito nos 645 municípios paulistas, apenas nessas 13 cidades, 542 pessoas morreram vítimas de acidentes de trânsito em 2016, sendo a maioria homens (78,97%).

Em relação à faixa etária, das 542 vítimas, 102 pessoas tinham mais de 60 anos. Em segundo lugar aparecem os jovens entre 18-24 anos, com 78 mortes. Acidente com motociclistas foi a principal causa das fatalidades, com 145 casos. O segundo lugar ficou por conta dos automóveis, com 136 vítimas com mortes, seguida pelos pedestres (134 pessoas).

A meta do Governo do Estado de São Paulo é fechar 2017 com 52 novos municípios conveniados, que somados aos 15 já existentes, irão cobrir 71% do Estado em termos populacionais. O investimento, provenientes de multas do Detran.SP, será de R$ 100 milhões.