Publicado em 31 de janeiro de 2018 às 08:54

O setor administrativo do cemitério da Saudade foi transferido das pequenas salas da entrada para uma instalação maior, que está passando por reformas estruturais e de revitalização.

Em visita especial nesta terça-feira (30), estiveram presentes ao local a vice-prefeita de Araçatuba, Edna Flor; a presidente do Conselho Deliberativo do Fundo Social de Solidariedade (FSS), Deomerce Damasceno; a presidente do FSS, Assunta Curti; as secretárias municipais Maria Cristina Domingues, de Assistência Social (SMAS) e Tieza Lemos Marques, da Cultura (SMC) e o vereador Márcio Saito.

Foram restauradas todas as salas e o local contará com espaços para atendimento ao público, administração, arquivo e banheiro. A administração do cemitério realizou a recuperação e organização dos arquivos, ano a ano, de documentos antigos e de registros de sepultamento.

A visita foi guiada pela dirigente administrativa do cemitério, Walkiria Queiroz, que confirmou a urgência da reforma. “Não tinha condições de atendimento ao público. Nem nós, funcionários, conseguíamos entrar”.

Edna destacou a importância da reforma como uma garantia de atendimento ao público com dignidade. “Aqui se tornou um espaço para acolher as famílias, para os funcionários terem condições mais adequadas de trabalho. Também há o resgate histórico, que contribuirá para pesquisas de universidades”.

PRESERVAÇÃO HISTÓRICA

Tieza explica que a SMC e o vereador Márcio Saito têm projetos de preservação dos livros antigos de registros de sepultamento. “São documentos que fazem parte da história de Araçatuba. Por isso, em um primeiro momento, separamos os livros em um armário para que neste novo espaço sejam incentivados estudos acadêmicos”.

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (Mórmons), por intermédio do vereador Márcio Saito, que é membro e diretor de assuntos públicos da instituição, fez a doação de bancos, mesas, escrivaninhas, armários, computadores e impressora. De acordo com Saito, a igreja tem interesse nos registros genealógicos e trabalha frequentemente com preservação de registros históricos. “Estávamos desativando uma unidade da igreja e fizemos a doação para colaborar com o trabalho de pesquisa de registros do cemitério”, finaliza.

Para melhor acesso ao setor administrativo, a direção do cemitério disponibilizou a entrada de pedestres pela rua José de Castro Moraes, na lateral da avenida Saudade. O cemitério funciona todos os dias da semana, das 7h às 18h.