Publicado em 03 de agosto de 2018 às 12:35

Mais uma parceria entre os setores público e privado forma jovens para o mercado de trabalho em Araçatuba. 14 adolescentes participantes do Programa Ação Jovem tiveram, na tarde de quinta-feira (2), a aula final do curso de cabelo e barbearia no Instituto Embelleze de Araçatuba.

Os formados Armando Santos, Carlos Souza, Douglas Ferreira, João Victor Batista, Joel Espíndola, Kauane da Silva, Lauane Pereira, Raul Ribeiro, Rubens Filho, Ryan Pereira, Samara Silva, Tamires da Silva, Verônica da Silva e Victor Gregório receberam certificados de conclusão e uma festa no espaço de aulas da empresa, com os professores do curso, a secretária municipal de Assistência Social (SMAS) e de Participação Cidadã (SMPC) de Araçatuba, Maria Cristina Domingues, e o coordenador do Ação Jovem, Edson Rocha.

Dos nove meninos e cinco meninas, dois não compareceram à formatura por já terem conseguido emprego e outros sete entre os presentes já prometeram começar a trabalhar em suas casas, atendendo amigos, vizinhos e familiares.

João Victor Fonseca Batista, 15 anos, nunca trabalhou e vai dar os primeiros passos com os conhecimentos do curso. “Vou começar atendendo na minha própria casa, vou seguir em frente, esperar juntar uma renda legal e lançar um espaço para mim”, projeta com tom confiante.

Roberto Correia de Carvalho Junior, professor do Instituto Embelleze, ensinou corte de cabelo masculino, barba, aparo de pelos de sobrancelha e nariz, orelha e bigode, mas também incentivou os alunos à caminhada de sucesso profissional. “Desde o começo também trabalhei com eles as ideias de empreendedorismo, de iniciar o trabalho em escala doméstica, de forma crescente até acumular uma carta de clientes e sentirem-se firmes no mercado de trabalho, até a montar um salão próprio”, descreve.

Marilurdes Ramos da Silva, professora de cabeleireiros, explicou que todos os novos profissionais da beleza que ali festejavam juntos aprenderam todas as habilidades e técnicas igualmente. “Tanto as moças como os rapazes podem agora executar de tudo, desde cortes e penteados a aplicação de produtos, químicas de progressiva e coloração, escovação, boucles, dedinho, lavagem de cabelo, enrolamento, cuidados e hidratação”, enumera.

A secretária Maria Cristina Domingues, da SMAS, falou da satisfação por encontrar a sala repleta de jovens motivados, começando a investir em suas vidas profissionais: “A AS, através da Ação jovem, tem esse objetivo, de vê-los nessa formatura participando de um momento que vocês escolheram, imbuídos da vontade de fazer a diferença em suas próprias vidas e do lugar onde moram, percebendo uma profissão que é crescente e melhora a qualidade de ganho de vocês, fazendo o que gostam. isso nos ensinou que precisamos entender as visões e sonhos de vocês, o que é interessante para vocês, e vejo que tem dado extremo resultado”, celebra.
“O Ação Jovem é o lugar para justamente oportunizar, propiciar a todos os inseridos nos programas sociais que possam ter a mesma chance de fazer escolhas profissionais, de ter melhor entendimento, melhores escolhas na área de educação e de suas habilidades. Desejamos sucesso a todos vocês. Essa é a primeira escolha, a primeira gota que vocês têm para suas vidas profissionais”.

Ação Jovem

Edson José da Rocha, coordenador do Ação Jovem, explica que a profissionalização é uma das metas do programa, que é do Governo do Estado de São Paulo, mas é gerido pelo município, integrado à SMAS. Trata-se de um programa de geração de renda, que além de prover ajuda de custo – bolsa-auxílio de R$80 que o participante do programa saca mensalmente, por meio de cartão magnético – tem os cursos preparatórios para o mercado de trabalho. São beneficiários os jovens de 15 a 24 anos que estejam cursando o ensino médio.

“É um incentivo para que aproveitem bem e concluam essa fase de estudos, saindo preparados com o curso profissionalizante. Isso contribui para que os jovens não se envolvam em outras situações, muitas delas ilícitas, e para que já possam experimentar a vivência do trabalho e renda que lhe proporcione relações humanas saudáveis e produtivas, com o sentimento de dignidade. Alguns também participaram do Time do Emprego, tiveram orientações sobre postura, apresentação e entrevistas de emprego, e agora aconselhamos a procurarem o Sebrae e receberem maiores orientações sobre empreendedorismo. No que pudermos ajudar enquanto setor público, estaremos apoiando vocês”, finaliza Rocha.