Publicado em 13 de junho de 2022 às 10:56

Em comemoração ao Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil (12 de junho), a Estação Cidadania de Araçatuba, no bairro Residencial Jardim Atlântico, recebeu, das 14h às 17h do último sábado (11), atividades para 400 crianças e adolescentes a partir dos 10 anos, com esporte, lazer e conscientização. A entrada foi gratuita e as inscrições e os convites distribuídos no CRAS do Bairro Etemp.

O evento contou com apresentação do vídeo “Vida Maria” e conversa com as crianças, adolescentes e seus familiares, comandado por Clovis Victorio Junior, Juiz Titular da 1ª Vara do Trabalho de Araçatuba e juiz coordenador do JEIA – Juizado Especial da Infância e da Adolescência da Justiça do Trabalho e Dra. Ana Raquel Machado Bueno de Moraes, procuradora do Trabalho em Araçatuba, e participação do também procurador do Trabalho, Paulo Roberto Aseredo, dos secretários municipais Suzeli Denys de Oliveira (Assistência Social), Sérgio Tumelero (Esporte, Lazer e Recreação) e Tieza Lemos Marques (Cultura), além de Edson Neves, diretor de Proteção Social Especial.

“Após a discussão sobre a influência do trabalho infantil no ciclo da pobreza, bem como a importância do desenvolvimento através da educação, lazer, cultura, esporte, etc., as crianças e jovens tiveram atividades esportivas e diversão com jogos e equipamentos, incluindo um ônibus gamer, além da distribuição de pipoca, algodão doce, lanche e refrigerante”, descreveu o juiz Clóvis Virtório Junior.

O evento foi idealizado pela Justiça do Trabalho (TRT 15 Região – Campinas) e pelo Ministério Público do Trabalho, com participação das secretarias municipais de Assistência Social, Educação, Saúde, Cultura, Comunicação Social e de Esporte, Lazer e Recreação. Integrou a semana de Erradicação do Trabalho Infantil, que ocorreu de 06 a 12 de junho, com ações em pontos de grande circulação da cidade, promovido pela Secretaria Municipal de Assistência Social, por meio do AEPETI (Ações Estratégicas do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil), explica a secretária Suzeli Denys de Oliveira.