Publicado em 31 de agosto de 2021 às 18:16

Nesta terça (31), o Rotary Club Bandeirantes e o Rotary Club Alvorada, ambos de Araçatuba, entregaram um extrator hospitalar de leite materno ao Banco de Leite Humano (BLH) de Araçatuba.

As unidades fizeram um projeto para a aquisição de equipamentos para o Banco de Leite Humano, que é vinculado ao Posto de Coleta de Leite Humano da Santa Casa. A ação resultou na conquista de um extrator hospitalar de leite humano, com extração dupla, níveis variados de sucção, da marca Symphony Medela sendo o primeiro nível para estimulação e o segundo nível para extração do leite materno.

A entrega ocorreu na sede do Banco de Leite Humano de Araçatuba, com a presença do prefeito Dilador Borges, da secretária de Saúde Carmem Guariente, da presidente 2021/2022 do Rotary Club Araçatuba Bandeirantes, Fátima Hassan Bass Laureto, da presidente do Rotary Club de Araçatuba Alvorada, Lenira Sonia Borgeth, do ex-presidente do Rotary Club de Araçatuba Bandeirantes, João Serafim Vieira, de Maria Eunice Vieira Zucon, membro da administração da Santa Casa de Araçatuba, além de funcionários do BLH.

O extrator de leite humano foi custeado através de doação de R$33mil do Ministério Público do Trabalho – Procuradoria do Trabalho no Município de Araçatuba.

“Esse é um extrator hospitalar importado e é o melhor que existe no mercado. É um equipamento que atende todas as necessidades da mamãe que tem dificuldade de fazer a extração do leite e o diferencial é um cartão de memória que faz a massagem na mama estimulando a saída do leite materno. Todos os componentes deste equipamento são autoclaváveis, ou seja, que podem ser esterilizados e são seguros para os bebês prematuros”, afirmou a coordenadora do BLH, Jesiela Passarini.

Jesiela explica ainda que o extrator será usado pela Santa Casa de Misericórdia. “Como o posto de coleta da Santa Casa é um elo do BLH de Araçatuba, nós indicamos o uso desse extrator para o Posto de Coleta da Santa Casa porque entendemos claramente a real necessidade das mamães que têm seus filhos prematuros e, ainda por cima, será possível o aumento das doações de leite humano a quem precisa”.